Banca de DEFESA: MARCO AURÉLIO DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARCO AURÉLIO DA SILVA
DATA : 27/05/2024
HORA: 14:00
LOCAL: https://conferenciaweb.rnp.br/sala/flavia-spitale-jacques-poggiali
TÍTULO:

 

Influência dos resíduos de pó de quartzito como adição mineral em concreto de alto desempenho


PALAVRAS-CHAVES:

Adição mineral, concreto de alto desempenho, concreto de alta resistência, pó de quartzito, sílica ativa, resistência à compressão.


PÁGINAS: 115
RESUMO:

A utilização de cimento tende a aumentar consideravelmente com o passar dos anos no Brasil e no mundo devido ao aumento da demanda por concreto. O aumento no consumo impacta diretamente ao meio ambiente, pois a construção civil é responsável por 38% das emissões de CO2, sendo que, somente a indústria de cimento corresponde de 5% a 8% das emissões. Desta forma, cresce a importância de pesquisas visando o reaproveitamento de materiais, que pode ocorrer através de adições minerais, substituições parciais do cimento ou através da utilização dos resíduos como forma de agregados. Neste sentido, esta pesquisa visa a utilização dos resíduos de quartzito e de sílica ativa como adições minerais em concretos de alto desempenho (CAD). Para a utilização de sílica ativa e dos resíduos de quartzito como adição mineral pretende-se estudar o empacotamento de partículas, utilizando o software Elkem Materials Mixture Analyzer (EMMA), visando gerar a melhor curva granulométrica e proporcionar aumento da resistência à compressão do concreto. Assim, para a realização dos estudos de reaproveitamento do resíduo de quartzito no concreto foram realizados ensaios de composição química, granulométrica e massa específica no pó de quartzito. Em seguida, foram moldados corpos de prova cilíndricos de concreto para verificação da resistência à compressão, à tração e o módulo de elasticidade. Por fim, foram realizadas imagens de Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV) e ensaios  de porosidade compreendendo absorção de água, índice de vazios e massa específica da amostra seca, saturada e real. Como resultados desta pesquisa verifica-se a possibilidade de utilização do pó de quartzito juntamente com a sílica ativa em concretos de alto desempenho, com a obtenção de resistência à compressão média de 76,12 MPa quando foi utilizado a sílica ativa e pó de quartzito como substitutivos parciais da areia do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT). Também se verificou a baixa absorção de água (inferior a 8%) e reduzido índice de vazios (aproximadamente 12%). Por fim, após a substituição de 30% da areia pelo pó de quartzito foi possível reduzir ainda mais a absorção de água para 3,28% e o índice de vazios para 7,27%.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - FLAVIA SPITALE JACQUES POGGIALI
Interno - PETER LUDVIG
Externo à Instituição - RICARDO ANDRE FIOROTTI PEIXOTO - UFOP
Notícia cadastrada em: 16/05/2024 15:36
SIGAA | Diretoria de Tecnologia da Informação - DTI - (31) 3319-7000 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - vm-sig-app-07.ditic.sgi.cefetmg.br.inst7