Banca de QUALIFICAÇÃO: EMILIANE KAROLINA GONÇALVES DOS SANTOS BRAGA SANTANA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : EMILIANE KAROLINA GONÇALVES DOS SANTOS BRAGA SANTANA
DATA : 28/05/2024
HORA: 14:00
LOCAL: https://conferenciaweb.rnp.br/sala/junia-nunes-de-paula
TÍTULO:

VIABILIDADE TÉCNICA DO USO DE RAP (RECLAIMED ASPHALT PAVEMENT) RECICLADO IN SITU NAS CAMADAS DE BASE E SUBBASE DE PAVIMENTOS FLEXÍVEIS


PALAVRAS-CHAVES:

Cimento Portland. Material de base e sub-base rodoviária. Pavimentação. Pavimento Asfáltico Reciclado RAP. Reabilitação de pavimento. Recuperação de pavimento


PÁGINAS: 90
RESUMO:

A malha rodoviária compreende cerca de 21 milhões de quilômetro no mundo todo. O modal rodoviário brasileiro possui cerca de 65% de participação na matriz do transporte de carga, sendo relevante na produtividade de todos os setores da economia, portanto a manutenção e conservação da infraestrutura rodoviária impacta na otimização de recursos, segurança e conforto do usuário. Esta pesquisa investiga a possibilidade de substituir os agregados naturais por Pavimento Asfáltico Reciclado (RAP) utilizando o cimento Portland como ligante/estabilizador, com o propósito de minimizar os impactos ambientais, provenientes da extração, processamento e transporte dos agregados naturais. Pretende-se utilizar agregado RAP in situ para reparos localizados e reabilitação dos pavimentos flexíveis, a fim de manter o desempenho mecânico do pavimento, atendendo os requisitos normativos e ainda incorporar resíduos ao longo do corpo estradal. Embora pesquisadores tenham estudado a utilização de materiais reciclados e outros subprodutos, ainda falta uma caracterização geotécnica abrangente do RAP, estudos de durabilidade e estudos de viabilidade econômica. Diante disso serão estudadas a propriedades mecânicas de resistência à compressão não confinada, resistência à tração por compressão diametral, módulo de resiliência, ensaio de durabilidade, absorção, ascensão capilar e uma análise de custo com um comparativo de camadas de base tradicionalmente construídas com brita graduada simples (BGS) e a substituição deste agregado natural por Pavimento Asfáltico Reciclado (RAP). Para isto os materiais serão caracterizados quantos as propriedades físicas, mecânicas e químicas, em seguida as misturas contendo RAP serão estabilizadas com cimento Portland, os resultados obtidos em laboratório serão estatisticamente analisados por meio da análise de variância (ANOVA), teste de Tukey e análise de regressão, a fim de verificar se o tratamento do RAP proporcionou algum efeito nos desempenhos das misturas para camada de base. Espera-se que a estabilização química com cimento Portland atribua maior resistência ao RAP, que atenda aos parâmetros normativos e contribua para soluções ecologicamente corretas, promovendo sustentabilidade no setor de transporte, especificamente no modal rodoviário.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - JUNIA NUNES DE PAULA
Interna - DENISE DE CARVALHO URASHIMA
Externo à Instituição - ELEONARDO LUCAS PEREIRA - UFOP
Externo à Instituição - JEFFERSON LINS DA SILVA - USP
Notícia cadastrada em: 16/05/2024 15:40
SIGAA | Diretoria de Tecnologia da Informação - DTI - (31) 3319-7000 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - vm-sig-app-05.ditic.sgi.cefetmg.br.inst5