Banca de QUALIFICAÇÃO: LUIS FELIPE DOS SANTOS LARA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LUIS FELIPE DOS SANTOS LARA
DATA : 14/06/2024
HORA: 09:00
LOCAL: https://conferenciaweb.rnp.br/sala/augusto-cesar-da-silva-bezerra
TÍTULO:

REJEITO DE MINÉRIO DE FERRO: UMA OPORTUNIDADE SUSTENTÁVEL PARA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL


PALAVRAS-CHAVES:

Rejeito de minério de ferro, Método de dosagem, Sustentabilidade, Desenvolvimento sustentável, Pavimento intertravado, Ladrilho hidráulico, Mobiliário urbano, Pavimento drenante. 


PÁGINAS: 190
RESUMO:

A indústria do minério de ferro, embora proporcione um impacto econômico positivo, está vinculada a um considerável problema ambiental, decorrente das extensas áreas modificadas e do elevado volume de rejeitos gerados no decorrer do processo de extração e beneficiamento. Por outro lado, a indústria da construção civil responsável pela utilização de grandes volumes de materiais e resíduos se mostra potencialmente capaz de utilizar o rejeito de minério de ferro (RMF) e contribuir para redução dos impactos ambientais e extração de recursos naturais não renováveis. Este estudo avaliou a utilização de quatro tipos de (RMF), coletados de duas minas distintas, para produção de componentes construtivos em laboratório e na indústria, assim como o desenvolvimento de um método de dosagem para concretos com alto teor de RMF com suporte de redes neurais e inteligência artificial. Os RMF utilizados apresentam características, físicas, químicas e mineralógicas distintas. Foram utilizados dois tipos de RMF como agregado miúdo em substituição total e parcial da areia convencional para produção do pavimento intertravado de 16 faces. Já para a produção do pavimento permeável, mobiliário urbano, bloco de alvenaria foi utilizado um tipo de RMF. Na produção de ladrilho hidráulico foram utilizados os quatro tipos de RMF, os quais foram avaliados como material cimentício suplementar e pigmento. Os resultados preliminares indicam que a utilização do RMF para produção de componentes construtivos pode contribuir com a destinação do RMF, sendo que a indústria da construção civil tem potencial para incorporar na totalidade a geração de RMF, reduzindo a extração de recursos naturais não renováveis corroborando para um desenvolvimento sustentável. O presente estudo pretende colaborar com a expansão e consolidação do conhecimento acerca da utilização do RMF na construção civil, ressaltando a relevância da incorporação de subprodutos industriais na construção civil como uma estratégia eficaz para mitigar os impactos ambientais.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - AUGUSTO CESAR DA SILVA BEZERRA
Interna - JUNIA NUNES DE PAULA
Externo à Instituição - GUILHERME JORGE BRIGOLINI SILVA - UFOP
Notícia cadastrada em: 16/05/2024 15:40
SIGAA | Diretoria de Tecnologia da Informação - DTI - (31) 3319-7000 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - vm-sig-app-07.ditic.sgi.cefetmg.br.inst7