Banca de QUALIFICAÇÃO: MARCIO MATEUS PIMENTA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARCIO MATEUS PIMENTA
DATA : 14/06/2024
HORA: 14:00
LOCAL: https://conferenciaweb.rnp.br/sala/flavia-spitale-jacques-poggiali
TÍTULO:

ATIVIDADE FOTOCATALÍTICA EM GEOPOLÍMEROS À BASE DE LAMA VERMELHA MODIFICADOS POR SEMICONDUTORES DE ÓXIDOS METÁLICOS


PALAVRAS-CHAVES:

Geopolímero; Fotocatálise; Lama Vermelha; Tratamento de Efluentes.


PÁGINAS: 45
RESUMO:

Com base na demanda universal por saneamento, o desenvolvimento de tecnologias para tratamento de efluentes é essencial para garantir o desenvolvimento sustentável da sociedade. Como alternativa, a utilização de processos oxidativos avançados (POA) tem demonstrado potencial para aplicações na remediação ambiental, sendo uma alternativa para tratamento dos poluentes emergentes como inseticidas e fármacos. A fotocatálise é um POA que utiliza a luz ultravioleta para ativação de superfícies de semicondutores e promover a degradação de poluentes adsorvidos. Pesquisadores têm utilizado de matrizes geopoliméricas como suporte para óxidos semicondutores metálicos, pela estabilidade física e química do compósito, para desenvolvimento de materiais fotocatalíticos. Para a matriz geopolimérica, a lama vermelha tem sido utilizada como precursor devido à sua composição química com a presença de silicoaluminatos, hidróxido de sódio e titânio, que pode favorecer processos de catálise. Em complemento, óxidos semicondutores têm sido utilizados como agentes modificadores em geopolímeros para aprimorar a capacidade fotocatalítica dos compósitos. Não é claro na literatura o efeito da utilização dos óxidos de semicondutores na cinética de reação, microestrutura e atividade fotocatalítica dos geopolímero modificados. Portanto, este projeto de pesquisa visa avaliar a atividade fotocatalítica de geopolímeros à base de lama vermelha modificada por óxidos de semicondutores metálicos adicionados aos precursores no momento de mistura. Para avaliar a matriz geopolimérica modificada, serão realizados análises de resistência mecânica à compressão, porosidade por absorção de água, microscopia eletrônica de varredura, mineralógica, calorimetria isotérmica, termogravimetria, espectroscopia no infravermelho por transformada de Fourier e lixiviação. Para avaliar a atividade fotocatalítica, será determinado a capacidade de degradação de soluções de azul de metileno, com ciclos de reuso dos catalisadores para avaliar efeitos de adsorção e fotocatálise, e análise de ângulo de contato da superfície dos compósitos obtidos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - FLAVIA SPITALE JACQUES POGGIALI
Interna - HERSILIA DE ANDRADE E SANTOS
Interno - AUGUSTO CESAR DA SILVA BEZERRA
Externa à Instituição - MARIA TERESA PAULINO AGUILAR - UFMG
Notícia cadastrada em: 16/05/2024 15:40
SIGAA | Diretoria de Tecnologia da Informação - DTI - (31) 3319-7000 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - vm-sig-app-08.ditic.sgi.cefetmg.br.inst8