Banca de DEFESA: PAULO HENRIQUE PINHEIRO BARBOSA CRUZ

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : PAULO HENRIQUE PINHEIRO BARBOSA CRUZ
DATA : 22/02/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 330 do Campus I
TÍTULO:

Representação da mulher por meio de Lara Croft nos jogos Tomb Raider: análise de processos narrativos e conceituais com base na Gramática do Design Visual


PALAVRAS-CHAVES:

Discurso; Gramática do Design Visual; Jogos Digitais; Mulher: Representação.


PÁGINAS: 158
RESUMO:

 

Esta dissertação aborda a representação da mulher na construção do discurso que é percebido nos processos narrativos e conceituais na personagem Lara Croft da franquia de jogos Tomb Raider, com base na Gramática do Design Visual, e está ligada, principalmente, aos aspectos da linguagem não verbal que se conectam à tecnologia e ao discurso. O objetivo é identificar a representação da mulher por meio da protagonista e compreende o recorte temporal de 1996 a 2016, observando as transformações da personagem ao longo de 20 anos em termos de recursos visuais, e os discursos relacionados à mulher envolvidos nestas representações. A dissertação foi desenvolvida por meio da pesquisa qualitativa de cunho descritivo e interpretativista, e conta com um viés histórico para estabelecer a representação da mulher percebida na evolução da composição da imagem da protagonista, fundamentando-se em três eixos básicos: a Teoria Sociossemiótica da Linguagem; a análise crítica do discurso; a teoria das representações sociais. As fontes primárias, onze jogos, apresentam o objeto a ser analisado, Lara Croft. O corpus foi delimitado por sua relevância da personagem dentro da cultura dos jogos digitais e em outras esferas: cinema, quadrinhos e brinquedos. Todos os jogos do corpus foram jogados, as ações da protagonista catalogadas, as imagens separadas, e analisadas. Os diferentes modos e recursos semióticos usados na composição da personagem e suas ações foram identificados e analisados sob a perspectiva da Teoria Sociossemiótica com foco na metafunção ideacional, com a finalidade de perceber o potencial semiótico produzido pelos signos, assim como os sentidos discursivos apresentados pelos elementos não verbais na representação da mulher. Os resultados apontam para a representação de uma mulher idealizada e com aproximações ao universo masculino, uma mulher erotizada, sedutora, perigosa e empoderada. Ela transita entre padrões desejados pelos homens e transformações que surgem na sociedade em relação ao empoderamento feminino. Ter consciência dos discursos que se constituem nas imagens é importante para que o receptor não consuma entretenimento de forma acrítica, possibilitando, assim, a quebra de representações enraizadas na sociedade.



MEMBROS DA BANCA:
Interno - GIANI DAVID SILVA
Externo à Instituição - JACKELINE LIMA FARBIARZ - PUC - RJ
Interno - LILIAN APARECIDA ARAO
Presidente - RENATO CAIXETA DA SILVA
Notícia cadastrada em: 15/02/2019 11:21
SIGAA | Secretaria de Governança da Informação - (31) 3319-7000 | Copyright © 2006-2020 - UFRN - vm-sig-app-07.ditic.sgi.cefetmg.br.inst7