POSLING NS

Banca de QUALIFICAÇÃO: ANNA GABRIELA RODRIGUES CARDOSO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ANNA GABRIELA RODRIGUES CARDOSO
DATA : 18/06/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 437 do Campus I
TÍTULO:

Imagens discursivas das mulheres torcedoras dentro e fora das arquibancadas


PALAVRAS-CHAVES:

mulheres no futebol; análise do discurso; torcidas de futebol


PÁGINAS: 33
RESUMO:

A presença de mulheres em diversos espaços sociais, negados a elas em diferentes períodos, no Brasil e no mundo, é assunto em voga nas pesquisas de Ciências Sociais, Humanas, Psicologia, Educação Física, entre outras áreas do saber. Há alguns anos, pesquisas demonstram que a presença das mulheres no ambiente futebolístico é crescente e que mudanças nas formas de torcer vêm ocorrendo. A temática do futebol também tem sido abordada pelos estudos linguísticos, com pesquisas que discutem desde as publicações sobre futebol no Brasil até os discursos de torcedoras e líderes de torcidas organizadas, por exemplo. Neste projeto, mais especificamente com base na Análise do Discurso de linha francesa, da qual se entende que as manifestações discursivas estão nas mobilizações sociais, buscamos analisar as imagens discursivas da e sobre as mulheres torcedoras de futebol nas relações estabelecidas entre elas, com suas torcidas e com torcedoras de times rivais, no espaço da arquibancada. Nesse sentido pretende-se compreender as condições de produção dos discursos, apoiando-se nas práticas discursivas dos sujeitos em diferentes instâncias sociais. Como objeto de pesquisa elegemos o vídeo divulgado e disponível no site do Museu do Futebol de São Paulo com os depoimentos de organizadoras do I Encontro de Mulheres de Arquibancadas e torcedoras presentes nesse evento. Quem é o “sujeito-mulher-torcedora”? Para as torcedoras o encontro representa o lugar de fala que efetivamente elas almejam? Quais os lugares que as torcedoras acreditam estar ocupando? As torcedoras identificam atitudes machistas e de assédio nas arquibancadas? Para refletir sobre esses e outros questionamentos, o objetivo desta pesquisa é traçar o perfil da mulher torcedora no intuito de compreender as imagens construídas por elas a respeito de si e em torno da sua presença e de outras mulheres nas arquibancadas, mapeando torcedoras de diferentes torcidas e regiões do Brasil, seja no espaço das organizadas, seja fora delas. A motivação para investigar as imagens das torcedoras no I Encontro de Mulheres de Arquibancada parte da identificação, em pesquisas anteriores sobre mulheres e torcidas organizadas, de conflitos entre os preconceitos (re)afirmados socialmente e a inserção de lutas feministas neste meio. A partir dessa constatação, nossa hipótese é a de que as mulheres procuram participar efetivamente em diferentes práticas sociais e muitas de suas conquistas ainda esbarram em barreiras resultantes do machismo. Com isso, parte-se do pressuposto de que essas mulheres buscam ser aceitas como representantes das torcedoras brasileiras a partir da criação de movimentos para tratarem e organizarem ações relacionadas ao assunto. Enfim, pretendemos que essas análises nos forneçam subsídios para a compreensão das necessidades dessas mulheres, que buscam serem aceitas em um espaço socialmente reconhecido como “lugar de homem”.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - CLAUDIO HUMBERTO LESSA
Interna - GIANI DAVID SILVA
Presidente - LILIAN APARECIDA ARAO

Notícia cadastrada em: 10/06/2019 10:25
SIGAA | Secretaria de Governança da Informação - (31) 3319-7000 | Copyright © 2006-2020 - UFRN - vm-sig-app-07.ditic.sgi.cefetmg.br.inst7