POSLING NS

Banca de DEFESA: ANNA GABRIELA RODRIGUES CARDOSO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ANNA GABRIELA RODRIGUES CARDOSO
DATA : 28/02/2020
HORA: 14:30
LOCAL: Sala 331 - Campus I/CEFET-MG
TÍTULO:

Imagens discursivas das mulheres torcedoras dentro e fora das arquibancadas


PALAVRAS-CHAVES:

Mulheres no futebol; Análise do Discurso; Imaginários sociodiscursivos; Torcidas de futebol. 


PÁGINAS: 116
RESUMO:

A presença de mulheres em diversos espaços sociais, negados a elas em diferentes períodos, no Brasil e no mundo, é assunto em voga nas pesquisas de Ciências Sociais, Humanas, Psicologia, Educação Física, entre outras áreas do saber. Há alguns anos, essas pesquisas demonstram que a presença das mulheres no ambiente futebolístico é crescente e que mudanças nas formas de torcer vêm ocorrendo. A temática do futebol também tem sido abordada pelos estudos linguísticos, com pesquisas que discutem desde as publicações sobre futebol no Brasil até os discursos de torcedores e líderes de torcidas organizadas, por exemplo. Neste projeto, mais especificamente com base na Análise do Discurso de linha francesa, da qual se entende que as manifestações discursivas estão nas mobilizações sociais, buscamos analisar as imagens discursivas sobre e das mulheres torcedoras de futebol nas relações estabelecidas entre elas, com suas torcidas e torcedoras de times rivais, no espaço da arquibancada. Nesse sentido, pretendemos compreender as condições de produção dos discursos, apoiados nas práticas sociais dos sujeitos em diferentes espaços discursivos. Diante da associação entre língua, atividade de interação e conhecimento, partimos de uma problemática interdisciplinar, na qual o campo semiolinguístico permite ao pesquisador relacionar social e sentido. Sendo assim, a partir da Teoria Semiolinguística é possível entender os sentidos que constroem informações partilhadas em diferentes situações de comunicação. Dessa maneira, tempo, espaço e hipóteses são ordenados para construírem a competência discursiva que, por sua vez, é manipulada pelos enunciadores para produzir sentidos permeados por laços sociais. Com base na Teoria Semiolinguística proposta por Patrick Charaudeau e em suas pesquisas a respeito dos imaginários sociodiscursivos e Identidade (CHARAUDEAU, 2005, 2014, 2015, 2016 e 2017), buscamos entender como esses sentidos são construídos na relação entre os implícitos e os explícitos que perpassam as Imagens de si construídas no discurso — a partir da abordagem de ethos proposta por Amossy (2014) e Maingueneau (2014). Nosso corpus é composto por depoimentos transcritos de torcedoras participantes do 1º Encontro de Mulheres de Arquibancada (2017), durante a assembleia na qual as mulheres subiram ao palco para denunciarem casos de assédio e machismo, mas esse também foi um espaço aberto para propostas de melhorias quanto ao assunto. Diante das narrativas e argumentos apresentados pelas torcedoras, entendemos que os possíveis interpretativos presentes em nosso corpus resultam dos saberes expostos pelos enunciadores que se valem das imagens de si (e do outro), baseados nas aproximações e nos rompimentos com os imaginários sociodiscursivos, compostos de papéis sociais atribuídos à mulher torcedora nas arquibancadas e dentro de suas torcidas. No esforço em resistir aos preconceitos existentes no futebol como prática social – reconhecida como ―coisa de homem‖ –, as torcedoras constroem diferentes ethé, dos quais destacamos o ethos de caráter, de solidariedade e de autoafirmação, que desprendem imagens de orgulho, resiliência e credibilidade, entre muitas outras. Por fim, estudos sobre as formas de torcer enriqueceram o traço interdisciplinar desta pesquisa, em que entendemos as identidades como sociais e discursivas, por isso o pertencer da mulher ao futebol desperta conflitos relacionados aos papéis atribuídos a ela na sociedade como um todo.  


MEMBROS DA BANCA:
Externa à Instituição - MÁRCIA FONSECA AMORIM - UFLA
Interno - CLAUDIO HUMBERTO LESSA
Presidente - LILIAN APARECIDA ARAO
Externa ao Programa - LUCIANA APARECIDA SILVA DE AZEREDO
Notícia cadastrada em: 21/02/2020 13:19
SIGAA | Secretaria de Governança da Informação - (31) 3319-7000 | Copyright © 2006-2020 - UFRN - vm-sig-app-08.ditic.sgi.cefetmg.br.inst8