Banca de DEFESA: Érika Cristina Dias Nogueira

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : Érika Cristina Dias Nogueira
DATA : 05/02/2021
HORA: 14:30
LOCAL: CEFET-MG (remotamente)
TÍTULO:

MUNDOS POSSÍVEIS NO FACEBOOK: NARRATIVAS DE MULHERES AMBIENTALISTAS CONTRA O FIM DO MUNDO


PALAVRAS-CHAVES:

Ambientalismo. Narrativas no Facebook. Discurso Digital. Mulheres ambientalistas. Ciberativismo.


PÁGINAS: 168
RESUMO:

 No Brasil, país considerado pela ONG Global Witness como o mais perigoso do mundo para o ativismo ambiental, tendo em vista o alto número de assassinatos de ambientalistas, mulheres lutam por espaços de expressão para disseminarem seu discurso em defesa do meio ambiente. Durante séculos, as mulheres tiveram suas vozes abafadas e silenciadas pela sociedade patriarcal, sobretudo em ambientes políticos. Atualmente, o protagonismo ambiental feminino é sustentado pela apropriação da internet, especificamente do site de rede social Facebook. Mesmo com alguns obstáculos que ameaçam a participação política nessa plataforma, como desigualdade de acesso, censura e controle excessivo das redes, a apropriação do site por ativistas pode contribuir para reflexões e trocas comunicativas, transformadoras de comportamentos e hábitos. É nesse espaço que estudamos as narrativas de quatorze mulheres ambientalistas no Facebook. As análises que fizemos, a partir das vozes e vivências das ativistas, almejaram investigar as narrativas digitais como formas de expressão. Investimos em uma leitura crítica dos traços discursivos, efeitos de sentido e presença, atravessamentos linguísticos e estratégias sensíveis empregadas, discorrendo sobre os discursos digitais de forma constitutiva. Utilizamos uma base epistêmico-metodológica múltipla, que abarca a análise do discurso, notadamente as teorias semiolinguística e as narrativas de si; ainda a comunicação digital e os estudos da ecologia, da filosofia e da psicanálise. Os resultados de nossas análises apresentam as complexidades e multiplicidades da definição de um discurso ambiental contemporâneo e de um ethos ambientalista. Evidenciamos como as narrativas de si se fundem em narrativas ativistas, bem como as estratégias sensíveis são empregadas nas redes sociais, a partir de diversos componentes textuais – a exemplo de imagens críticas, uso de hiperlinks e recursos linguísticos persuasivos, intensidade na linguagem verbal, posicionamento de narradora-testemunha e citação de autoridade. Por fim, as formas de expressão das ambientalistas no Facebook foram divididas em duas categorias sensíveis: amor e medo/culpa. Nesse sentido, este trabalho apreende estratégias de resistência e sobrevivência em prol de mundos possíveis e contra o fim do mundo, por meio de narrativas que carregam consigo a intenção de captar a adesão e simpatia dos interlocutores para a causa ambiental, a partir da produção de presença e estratégias sensíveis que buscam proximidade e intensidade em suas falas.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - CLAUDIO HUMBERTO LESSA
Interna - CLÁUDIA CRISTINA MAIA
Externa à Instituição - HILA RODRIGUES - UFOP
Externo à Instituição - KATARINI GIROLDO MIGUEL - UFMS
Presidente - LILIAN APARECIDA ARAO
Externa à Instituição - MARIANA RAMALHO PROCÓPIO XAVIER - UFV
Notícia cadastrada em: 01/02/2021 11:25
SIGAA | Diretoria de Tecnologia da Informação - DTI - (31) 3319-7000 | Copyright © 2006-2021 - UFRN - vm-sig-app-05.ditic.sgi.cefetmg.br.inst5