Banca de QUALIFICAÇÃO: POLLYANNA DE MATTOS MOURA VECCHIO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : POLLYANNA DE MATTOS MOURA VECCHIO
DATA : 03/11/2021
HORA: 15:00
LOCAL: CEFET-MG (remotamente)
TÍTULO:

O DIREITO DE PUBLICAR: autopublicação, desintermediação e o advento das tecnologias digitais no mercado editorial brasileiro


PALAVRAS-CHAVES:

Autopublicação; Mercado Editorial; Desintermediação; Tecnologias Digitais; Capitalismo de Plataforma; Análise do Discurso; Narrativas de Si.


PÁGINAS: 33
RESUMO:

Esta pesquisa investiga a autopublicação, a desintermediação e o advento das tecnologias digitais no mercado editorial brasileiro, tendo como foco o autor autopublicado e sua projeção discursiva de si. A autopublicação é o ato de um autor publicar seu livro ou outro produto editorial de forma independente, em resposta a uma demanda própria, com ou sem a assistência de uma editora profissional ou plataforma de autopublicação, e definitivamente sem riscos financeiros para a empresa contratada (ARAÚJO, 2011;2013; MÜLLER, 2017; JESUS, BLOTA, 2018; JESUS, 2017; 2020; VECCHIO, 2020). Uma vez que o mercado editorial está permeado por imaginários socioculturais que reforçam o estereótipo do autor autopublicado como um profissional de menor valor pelo fato de suas publicações não terem passado pelo crivo de uma editora convencional, entendemos que se trata de um profissional invisibilizado. Assim, esta pesquisa utilizará a Análise do Discurso de linha francesa para investigar um conjunto de entrevistas feitas com autores de ficção e poesia autopublicados em plataformas disponíveis no Brasil. Como metodologia, propõe-se a integração de métodos qualitativos e quantitativos de coleta e análise de dados por meio de uma triangulação de técnicas de pesquisa, quais sejam: a) análise documental; b) questionário semiestruturado; c) entrevistas em profundidade. Na análise documental, consideramos como corpora contratos das plataformas digitais de autopublicação com os autores autopublicados. As entrevistas estão sendo realizadas em duas fases: FASE 1 - um questionário semiestruturado online aplicadoa uma amostra de autores dentro do perfil desejado a fim de desenvolver um estudo demográfico da categoria no Brasil; e FASE 2 - um número limitado de entrevistas em profundidade, coletadas e analisadas com técnicas de narrativa de si (ARFUCH, 2010; BERTAUX,2006) a fim de observar a projeção de si dos entrevistados e a forma como os imaginários sociodiscursivosoriundosdo mercado editorial e das plataformas se manifestamem suas falas. A pesquisa tem como suporte teorias contemporâneas da Edição, a Filosofia da Tecnologia e estudos sobre o Capitalismo de Plataforma (SRNICEK, 2018). Como resultadoparcial, em relação à análise dos contratos, revelou-se que há índices deprecarização do trabalho na relação entre as plataformas e os autores,na esteira da plataformização do trabalho. Em relação aos autores, esperamos descobrir se e em que proporção as projeções de si dos entrevistados irão revelar, dentre outros, os seguintes perfis: a) autores que não têm experiência no mercado editorial e se enquadram no perfil clientelista descrito por Müller (2017), engrossando o crescente nicho do mercado da venda do serviço de publicação no lugar da venda do livro e do autor como o consumidor final desse ramo da indústria editorial, no lugar do leitor, do governo e da escola; b) autores que demonstrarãouma visão crítica de si, de sua função como autor independente, do papel desempenhado pela plataforma dentro do mercado editorial e que se apropriam da tecnologia a seu favor a fim de alcançar uma realização humana que aqui hipotetizamos como fundamental: o direito de publicar.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - ANA ELISA FERREIRA RIBEIRO
Externo à Instituição - CARLOS FREDERICO DE BRITO D'ANDREA - UFMG
Interna - PAULA RENATA MELO MOREIRA
Notícia cadastrada em: 14/10/2021 15:46
SIGAA | Diretoria de Tecnologia da Informação - DTI - (31) 3319-7000 | Copyright © 2006-2021 - UFRN - vm-sig-app-06.ditic.sgi.cefetmg.br.inst6