Banca de QUALIFICAÇÃO: RAFAEL VICENTE FERREIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : RAFAEL VICENTE FERREIRA
DATA : 20/12/2021
HORA: 16:00
LOCAL: CEFET-MG (remotamente)
TÍTULO:

Análise de imaginários sociodiscursivos sobre a leitura na era digital a partir de narrativas de “si” Impactos na cultura da leitura da literatura


PALAVRAS-CHAVES:

Entrevistas. Subjetividades. Imaginários sociodiscursivos. Smartphones.


PÁGINAS: 33
RESUMO:

Nesta pesquisa, procuraremos, por meio de entrevistas/questionários, constituir o corpus para análise da narrativa de leitores (especificamente de literatura) sobre a aquisição ou não de novos hábitos de leitura com o advento dos suportes tecnológicos digitais ou smartphones. Nesta análise, daremos ênfase aos “imaginários sociodiscursivos” e às “subjetividades” reconhecidas nas respostas dos entrevistados. Voltaremos nosso olhar à abordagem de Álvaro Vieira Pinto (2005), em seu livro O conceito de tecnologia, visto que nosso objeto de estudo trata de uma análise dos efeitos dos suportes digitais no desenvolvimento, na aquisição ou até mesmo na redução dos hábitos de leitura da literatura, no contexto de uma utilização massiva das tecnologias digitais, com nosso foco mais especificamente nos populares smartphones. Pretendemos, com esta investigação, trazer à comunidade acadêmica, aos editores, aos autores e à sociedade uma contribuição para o entendimento de questões relacionadas ao panorama da leitura diante do advento e da massificação das tecnologias digitais (influências, contribuições e desafios no contexto do hábito e cultura da leitura), com uma proposta de análise dos pontos de vista expressos nos relatos de leitores, usuários e frequentadores de bibliotecas públicas e comunitárias, assim como outros eventos culturais vinculados à leitura. Para tanto, serão promovidas entrevistas com os presentes nesses espaços ou por meio de questionários enviados por e-mail, para posterior estudo, considerando os conceitos da Análise do Discurso, com atenção especial aos teóricos Patrick Charaudeau, Mikhail Bakhtin e Leonor Arfuch. Acreditamos que os resultados deste estudo poderão se somar aos esforços de outros pesquisadores, no sentido de se buscar o entendimento de como o hábito da leitura da literatura foi/é afetado pela cultura digital protagonizada pelos aparelhos smartphones. Inicialmente, traremos um panorama da leitura, contextualizaremos a tecnologia nesse processo e, em seguida, abordaremos questões relacionadas ao “letramento”, “multiletramento” e “midiatização”, que estão intrinsecamente vinculadas à nossa pesquisa. Por fim, procederemos à análise das entrevistas e apresentaremos as conclusões. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - CLAUDIO HUMBERTO LESSA
Externa ao Programa - LUCIANA APARECIDA SILVA DE AZEREDO
Interno - VICENTE AGUIMAR PARREIRAS
Notícia cadastrada em: 16/12/2021 10:50
SIGAA | Diretoria de Tecnologia da Informação - DTI - (31) 3319-7000 | Copyright © 2006-2022 - UFRN - vm-sig-app-09.ditic.sgi.cefetmg.br.inst9