Banca de DEFESA: MARCOS LINS DE OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARCOS LINS DE OLIVEIRA
DATA : 31/07/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Online, por meio de videoconferência
TÍTULO:

O Gerenciador de Maturidade Íris como Suporte a Processos Decisórios em uma Instituição Pública


PALAVRAS-CHAVES:

Gestão por Processos; Maturidade em Processos; 8 OMEGA ORCA; Balanced Scorecard; Ferramenta Gerenciadora de Maturidade de Processos Organizacionais Íris; Administração Pública


PÁGINAS: 195
RESUMO:

Este estudo foi conduzido pelo objetivo geral de implantar a Ferramenta Gerenciadora de Maturidade de Processos Íris, que articula os modelos 8 OMEGA ORCA e Balanced Scorecard (BSC), para auxiliar na tomada de decisão dos gestores do CEFET-MG em relação aos objetivos estratégicos da Instituição. Para alcance deste objetivo, o projeto de pesquisa fez uso da abordagem de métodos mistos, em sua proposta de projeto sequencial exploratório. O enfoque da natureza dos objetivos metodológicos adotada foi exploratório. O método de pesquisa utilizado foi o da pesquisa-ação como insider, na modalidade de Desenvolvimento Organizacional. Os dados foram gerados a partir da pesquisa bibliográfica, da pesquisa documental, de entrevistas estruturadas e não-estruturadas e questionário. O questionário foi respondido por 26 gestores e facilitadores designados pela Instituição para Gestão por Processos. 30,9% dos gestores/facilitadores que acessaram o questionário e 13,9% do total de 122 gestores/facilitadores convidados a participar da pesquisa completaram a avaliação de maturidade dos processos. Os resultados indicaram que sete dos nove elementos organizacionais avaliados encontram-se no estágio inicial de maturidade (níveis 1 a 3). Os elementos Comprometimento da Alta Direção e Organização e Estrutura, alcançaram o nível intermediário 4. O nível de maturidade geral da Instituição é 3, classificado como Desenho, de acordo com a classificação do modelo. Os resultados foram validados por representante da direção e metas para cada elemento foram traçadas e também validadas para um período de cinco anos. As metas traçadas intencionam um nivelamento de todos os elementos e pilares organizacionais nos estágios intermediários ao término do próximo ciclo estratégico. Após a análise das lacunas, foram traçadas diretivas para a ação em relação aos pilares da estratégia, pessoas, processos e tecnologia. As diretivas podem contribuir para a definição dos objetivos estratégicos institucionais. A utilização do Balanced Scorecard (BSC) para a gestão estratégica de longo prazo dos processos críticos da organização – segunda parte da ferramente Íris – foi recomendada para o desenvolvimento do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI 2021-2025). O estudo validou a ferramenta Íris como uma alternativa viável para que outras instituições de ensino e órgãos da administração pública possam avaliar seus níveis de maturidade de processos e a partir de planos de ações confiáveis, monitorar seu desempenho em direção à melhoria contínua.

 

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - FABRICIO MOLICA DE MENDONCA - CEFET-MG
Interna - LILIAN BAMBIRRA DE ASSIS
Externo à Instituição - SAULO BARBARÁ DE OLIVEIRA - UFRRJ
Notícia cadastrada em: 21/07/2020 10:00
SIGAA | Diretoria de Tecnologia da Informação - DTI - (31) 3319-7000 | Copyright © 2006-2021 - UFRN - vm-sig-app-09.ditic.sgi.cefetmg.br.inst9