Banca de DEFESA: Raphael Leandro Fernandes Moreira

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : Raphael Leandro Fernandes Moreira
DATA : 06/11/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Online, por meio de videoconferência
TÍTULO:

Relacionando Inovação Gerencial e Processos Decisórios: um estudo de caso em um hotel de alto luxo brasileiro


PALAVRAS-CHAVES:

Hotelaria; Hotelaria de Luxo; Inovação; Inovação Gerencial; Processos Decisórios; Resorts


PÁGINAS: 87
RESUMO:

O objetivo desta pesquisa é analisar como se dá a relação entre os processos decisórios e a adoção de inovações gerenciais em um hotel de luxo brasileiro. A investigação teve como base os conceitos e perspectivas teóricas levantados sobre os seguintes temas: inovação, inovação gerencial, inovação na hotelaria, processo decisório e processo decisório em inovações, buscando uma articulação entre esses temas, respeitando-se as especificidades. O percurso metodológico foi desenhado a partir de uma abordagem de natureza qualitativa, de objetivo descritivo, por meio do método de estudo de caso único. Investigou-se um resort localizado no litoral do estado da Bahia, Brasil, tendo em vista a relevância e reconhecimento deste hotel no cenário nacional e internacional, além da acessibilidade do pesquisador à organização. Para a coleta de dados, foram realizadas análise documental e oito entrevistas semiestruturadas com os principais gestores e tomadores de decisão do hotel, numa perspectiva de triangulação de dados. O relacionamento entre inovação gerencial e o processo decisório foi base para o modelo de análise proposto. Nesse modelo, o processo de adoção da inovação foi analisado, identificando suas etapas e os fatores influenciadores que impactam nas decisões de adoção ou rejeição. Desse modo, conclui-se que o processo de adoção de inovação é fortemente influenciado por agentes internos e/ou externos que objetivam buscar legitimidade e reputação. Também foi possível observar a influência da crise da pandemia de COVID-19 no processo de inovação gerencial no hotel, sendo um fator impulsionador para acelerar a implementação de tais inovações como possível solução à crise vivenciada pelo hotel. Complementando o modelo, foi identificada como possível barreira para que inovações gerenciais surjam do nível tático-operacional a capacitação e a formação das pessoas em termos de gestão e solução de problemas, além da comunicação entre gestores e equipe, centralização do poder e autonomia do time operacional. Com os resultados e discussões desta pesquisa foi possível obter uma maior compreensão da tomada de decisão para a adoção de inovação no contexto da hotelaria de luxo, contribuindo assim para o estado da arte da literatura científica e para gerar impacto positivo nos serviços e processos organizacionais.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - DANIEL PAULINO TEIXEIRA LOPES
Externa à Instituição - DANIELA MARIA ROCCO CARNEIRO - UEMG
Interna - LILIAN BAMBIRRA DE ASSIS
Notícia cadastrada em: 21/10/2020 13:52
SIGAA | Diretoria de Tecnologia da Informação - DTI - (31) 3319-7000 | Copyright © 2006-2021 - UFRN - vm-sig-app-05.ditic.sgi.cefetmg.br.inst5