Projetos desenvolvidos por docentes do POSLING: interinstitucionais, pesquisa e extensão

Projetos do POSLING/ CEFET-MG

Projetos Interinstitucionais

Acordo de cooperação técnico-científica POSLING CEFET-MG e Academia Mineira de Letras

Data de Início: 16/11/2020

Coordenadora responsável: Ana Elisa Ribeiro

 

O acordo visa a estreitar os laços entre pesquisadores/as do Posling e a AML, em especial na produção de conhecimento gerado pela exploração do acervo sob a guarda da casa. Participam desse projeto docentes, discentes do POSLING, graduandos em Letras – bacharelado em Tecnologias da Edição, com pesquisas voltadas aos estudos literários e editoriais.

 

Leitura - modelos, suportes, tecnologias

Data de Início: 17/03/2016

Pesquisadoras responsáveis: Carla Viana Coscarelli (coordenadora – UFMG); Ana Elisa Ribeiro (CEFET-MG)

 

A leitura tem mudado depois do advento dos computadores. Os leitores têm acesso a textos que exploram não apenas a modalidade verbal da linguagem, mas também e muito, outros recursos semióticos como imagens, sons, animações, além de ícones e barras de rolagem e outras ferramentas de navegação que parecem exigir do leitor habilidades um pouco distintas daquelas demandadas pelo texto impresso. Precisamos compreender bem a leitura em ambientes digitais a fim de poder criar formas de atuação pedagógica para desenvolver, nos alunos, habilidades que ajudem a fazer com que eles se tornem leitores proficientes de hipertextos digitais. Algumas pesquisas têm mostrado que, para serem bem sucedidos na leitura de textos, é preciso que os alunos saibam ler e navegar (Ribeiro, 2008; Azevedo, 2013). Outras pesquisas indicam que, apesar de ler no impresso e no digital, ou seja, ler offline e online serem processos que não exijam competências muito diversas, a leitura de textos na internet (online) é mais complexa (Coiro, 2011). Sendo assim, este projeto de pesquisa tem como principal objetivo, verificar como a leitura de múltiplas fontes, comum na internet, acontece e que habilidades e estratégias ele exige, além daquelas demandadas no impresso. Para ancorar essas análises será desenvolvido um modelo de leitura que inclua não apenas fatores que interferem na compreensão dos textos, mas que considere também aspectos relativos à navegabilidade (Ribeiro, 2008, Coiro, 2011) deles, à multimodalidade (Kress e van Leeuwen, 2006) e aos multiletramentos (NGL, 1996). Analisaremos dados coletados por Julie Coiro (URI) que testam aspectos de leitura online, como: localizar informações, avaliar a relevância da informação encontrada, sintetizar informações de múltiplos sites e ler para comunicar (Coiro, 2011). A análise desses dados ajudará a compreender as particularidades da leitura em ambientes digitais, auxiliando, assim, a encontrar estratégias de ensino da leitura de múltiplas fontes online que possam contribuir para a formação de leitores mais preparados para exercer plenamente sua cidadania em tempos digitais.

 

Projetos de Pesquisa:

 

 

A construção de narrativas visuais sobre o continente africano: Os fotolivros África e Gênesis, de Sebastião Salgado

Data de Início: 03/03/2016

Professor Responsável: Wagner José Moreira

 

As fotografias documentais são capazes de despertar sentimentos positivos ou negativos em quem as observa. Considerando a relevância do trabalho desenvolvido pelo fotógrafo Sebastião Salgado, bem como a publicação de sua autobiografia no início do ano de 2014, propõe-se um projeto que possibilite uma pesquisa que permita verificar analisar, a partir das imagens do continente africano publicadas nos livros África (2007) e Gênesis (2013), como se dá a construção de narrativas visuais sobre aquele continente, considerando-se além das fotografias, os projetos editoriais de cada uma das publicações. A escolha dos objetos de pesquisa se deu a partir da leitura da autobiografia do fotógrafo, na qual ele mesmo considera a África como o ?seu outro Brasil? desde o período em que trabalhou como economista na Organização Internacional do Café e fez suas primeiras viagens àquele continente. Salgado ressalta a importância dos africanos, bem como de sua cultura, na formação da nação brasileira e, entre outros aspectos, considera que as fotografias que tirou na África durante seu trabalho na Organização Internacional do Café o impulsionaram a trocar a economia pela fotografia, ainda na década de 1970.Salgado afirma não ser um especialista no continente africano, mas gosta de fotografá-lo e afirma que ?graças às cerca de quarenta reportagens que realizei na África ao longo de trinta anos que pude publicar meu livro África, em 2007. Eu poderia publicar um segundo volume, tamanho o número de imagens que disponho desse continente? (Salgado, 2013).

 

Análise do discurso digital

Data de Início: 10/09/2012

Professora Responsável: Lilian Aparecida Arão.

 

Este projeto tem objetivo identificar os processos de interação no meio digital e a produção de sentido gerada. Busca-se analisar as interações se dão por meio de diferentes lugares discursivos promovidos pelas e nas redes sociais ( posts e comentários, Twites, páginas de Facebook, portais).

 

Análise do Discurso e narrativas de si femininas

Data de Início: 10/10/2014

Professora Responsável: Lilian Aparecida Arão.

 

Este projeto de pesquisa visa estudar os processos de identificação das mulheres por meio de análise dos processos discursivos presentes em diferentes corpora. Por meio da análise de manifestações de narrativas de si presentes em diferentes meios e suportes (impresso e ou digital), buscamos compreender como os discursos sobre ser mulher se (re)produzem e fixam sentidos na sociedade.

 

Aspectos da avaliação e do uso de materiais didáticos por professores de línguas materna e estrangeira.

Data de Início: 02/03/2015

Prof. Responsável: Renato Caixeta da Silva

 


Esta pesquisa tem como proposta caracterizar os processos de avaliação e de uso de materiais didáticos de línguas disponíveis no mercado, ou atualmente avaliados e disponibilizados por políticas públicas via programa governamental de livros didáticos e via portais eletrônicos direcionados a professores brasileiros. Pretende-se entender como têm acontecido as escolhas de materiais didáticos, as estratégias usadas pelos professores neste momento, os critérios para essa avaliação. Ainda propõe-se entender como tem sido o uso de materiais didáticos avaliados e adotados em diferentes contextos educacionais. Para tanto, parte-se de trabalhos sobre materiais didáticos como Tomlinson (2006), Silva (2010, 2012, 2013), Batista (2009), dentre outros. Nesta pesquisa, materiais didáticos e portais educacionais são considerados “tecnologias do ensino”, ou seja, algo que o ser humano cria para tornar o seu trabalho educacional mais fácil e agradável. Em termos metodológicos, trata-se de uma pesquisa qualitativa, baseada em depoimentos (orais e ou escritos) de docentes atuantes em contextos diversos: escolas particulares, públicas ou ainda com aulas particulares. Esses depoimentos poderão ser analisados em termos de análise de conteúdo (BARDIN, 2009) ou de análise semântico-discursiva de base sistêmico-funcional (MARTIN & ROSE, 2007). Com essa investigação, procura-se contribuir fornecendo análises dos dados para entendimento das avaliações e do uso de materiais didáticos em escolas públicas, ainda mostrando como docentes fazem uso de material distribuído e disponibilizado. Com relação aos contextos em que os materiais não são fornecidos via políticas públicas, a pesquisa pode contribuir para entendimentos locais (ALLWRIGHT, 2006) sobre como docentes se posicionam frente a adoção e como acontece o uso de materiais didáticos. Também poderá haver contribuições na comparação de como acontece a avaliações e o uso de materiais didáticos em contextos públicos e privados de educação. Essa pesquisa pode, também, subsidiar praticas de formação docente no que se refere ao tópico materiais didáticos.

 

Aspectos da cultura brasileira no ensino de Português para Estrangeiros

Data de Início: 03/03/2014

Professora Responsável: Ana Maria Nápoles Villela

 

O ensino de português como língua estrangeira (PLE) tem se fortalecido muito no Brasil e no exterior e, vinculado a isso, cresce também o número de pesquisas científicas relacionadas ao ensino de língua estrangeira, especialmente de PLE, ao uso de materiais didáticos, à avaliação da competência linguística dos aprendizes, aos níveis de proficiência linguística, ao processo de aprendizado de língua estrangeira e a outras abordagens. No que se refere ao CEFET-MG, percebe-se que a área de PLE vem se consolidando por meio de pesquisas científicas e de intercâmbios culturais/acadêmicos que favorecem e demandam a oferta de cursos de português para os intercambistas. Nesse cenário, esta pesquisa pretende fazer um levantamento dos livros didáticos de PLE, com o intuito de selecionar os aspectos culturais brasileiros neles tratados, tendo em vista que língua e cultura são aspectos indissociáveis quando se refere ao ensino de qualquer língua estrangeira. Esses aspectos culturais serão selecionados e aplicados durante as aulas de PLE ofertadas pela Instituição e servirão de base para a elaboração de outros materiais didáticos.

 


Autoria feminina e os livros didáticos do PNLD 2018: um estudo analítico

Data de Início: 01/03/2019

Professora Responsável: Cláudia Cristina Maia

 

Este projeto pretende analisar as coleções dos livros didáticos de literatura do PNLD 2018 voltados ao ensino médio e verificar neles a presença da autoria feminina. Apesar das recentes atualizações que são fruto das discussões sobre gênero e etnia dos últimos anos, percebe-se que ainda é pouco o número de mulheres citadas e estudadas nesses livros utilizados pelas escolas públicas de todo o país. Além disso, quando citadas, é dado a elas um pequeno espaço ou um pequeno “box” na página inteira, prevalecendo, portanto, quase sempre o cânone masculino e branco predominante na divisão ainda usada de estilos literários. A presente pesquisa pretende certificar quantitativamente sobre esse argumento e, também, analisar como a biografia e a obra das escritoras são tratadas nas referidas coleções. No século XX a luta pelo direito ao voto, à educação superior e à inserção no mercado de trabalho com direitos iguais aos dos homens serve de pano de fundo para muitas escritoras alçarem voo. Nomes como os de Rachel de Queiroz, Clarice Lispector, Lygia Fagundes Telles e Nélida Piñon podem ser encontrados nas referidas coleções, mas as mesmas coleções parecem corroborar o esquecimento imputado pela história literária brasileira a várias outras escritoras. A pesquisa objetiva analisar detidamente a questão e contribuir para que, no futuro, esse esquecimento seja revisto, tanto quanto aos nomes de escritoras dos séculos passados quanto aos das contemporâneas. Este projeto é multicampi e conta com a participação de professoras e alunas do CEFET-MG de Belo Horizonte e de Nepomunceno, do campus de Betim do IFMG do campus de Pouso Alegre do IFSULDEMINAS.

 


Banco de dados audiovisuais: reflexão e modelo de indexação da informação televisiva

Data de Início: 01/03/2015

Professora Responsável: Giani David-Silva

 

Este projeto propõe a partir da análise da programação televisiva, o estabelecimento de critérios para a sua descrição e indexação em um banco de dados de informações audiovisuais. Apesar de o sistema televisivo representar um dos mais fascinantes fenômenos midiáticos da atualidade, observa-se ainda uma grande carência por sistemas de informação que viabilizem a recuperação efetiva de informações televisivas relevantes para pesquisas em diversas áreas da ciência. Pretende-se inicialmente, a partir de um processo de registro de programas informativos do canal de TV aberta Rede Minas, proceder ao arquivamento, à classificação e à descrição do material audiovisual, bem como a sua disponibilização para pesquisadores. Neste cenário, fundamentando-se em reflexões sobre o discurso de informação midiático e recuperação de informações audiovisuais, este projeto centrar-se-á na descrição analítica da informação televisiva e no estabelecimento de descritores que constituirão uma das formas de recuperação de informação no banco de dados criado. O diálogo constante entre duas áreas de conhecimento, os Estudos de Linguagens e a Ciência da Computação, durante todas as etapas da pesquisa proposta, permitirá uma análise reflexiva sobre as diferentes abordagens possíveis de um objeto que, em si, é marcado pela complexidade. Cabe ainda ressaltar que os resultados obtidos representarão a base para a constituição do Centro de Apoio a Pesquisas sobre Televisão (CAPTE) no CEFET-MG, o qual vem sendo estruturado pelos pesquisadores proponentes deste projeto.

 

CAPTE/CEFETMG- CENTRO DE APOIO A PESQUISAS SOBRE TELEVISÃO

Data de Início: 01/01/2009

Professora Responsável: Giani David-Silva

 

Este projeto aborda a concepção e a implantação de um Centro de Apoio a Pesquisas sobre Televisão no CEFET-MG (CAPTE/CEFETMG). Muito embora o sistema de televisão represente um dos mais fascinantes fenômenos de mídia já criados pelo homem e um dos mais poderosos meios de disseminação de cultura e entretenimento, observa-se ainda uma grande carência por sistemas de informação que viabilizem a recuperação efetiva de informações televisivas relevantes para pesquisas em diversas áreas da ciência. Pretende-se inicialmente, a partir de um processo de registro contínuo de programas de um único canal de TV, proceder ao arquivamento, à classificação e à descrição do material audiovisual, bem como a sua disponibilização para pesquisadores. Para tanto, será necessária a criação de um amplo banco de dados audiovisual e o desenvolvimento de um sistema de recuperação de informação que permita aos futuros usuários um acesso inteligente aos arquivos. Neste cenário, fundamentando-se em técnicas de análise do discurso midiático e recuperação de informações audiovisuais, este projeto aborda o desenvolvimento de um novo sistema de informação para recuperação de informações televisivas, o qual possa ser acessado localmente no próprio Centro ou via a World Wide Web. O diálogo constante entre duas áreas de conhecimento: os Estudos da Linguagem e a Ciência da Computação, durante todas as etapas da pesquisa, tem como objetivo abranger diferentes níveis de reflexão e de abordagens de um objeto que, em si, é marcado pela complexidade. Cabe ainda ressaltar que os resultados obtidos permitirão dimensionar os recursos necessários para a ampliação do Centro, visando transformá-lo em uma referência na preservação da memória televisiva nacional. O projeto tem tido continuidade e renovação constante com as pesquisas dos alunos de mestrado e doutorado.

 

Características de materiais didáticos apropriados para ensino de língua portuguesa a surdos.

Data de Início: 01/03/2022

Prof. Responsável: Renato Caixeta da Silva

 

Projeto em andamento com financiamento do Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq), que visa delinear características de um material didático para ensino de português direcionado a alunos surdos compatível com as especificidades deste aluno, considerando o ensino da língua portuguesa na modalidade escrita como segunda língua do surdo. Procura-se apontar as especificidades materiais e práticas, teoricamente embasadas e sistematizadas, a partir de estudos já realizados no Brasil e a partir da observação sistemática de materiais didáticos já propostos por autores e pesquisadores da área.

 

DA VIDEOPOESIA À HIPERMÍDIA: INSTAURAÇÃO POÉTICA, PRODUÇÃO E ARQUIVAMENTO NO CONTEXTO DIGITAL

Data de Início: 01/01/2012

Prof. Responsável: João Batista Santiago Sobrinho

 

Criado em 2010 com o objetivo de estudar as interfaces entre as produções artísticas modernas e contemporâneas e as diversas tecnologias disponíveis, o Grupo Tecnopoéticas tem como foco as linguagens, as mídia e os discursos criativos que mesclam a arte e a tecnologia como da poiesis. Nesta proposta, a perspectiva é refletir, e também produzir, teórica e criativamente a videopoesia e a arte hipermidiática vistas como fenômeno poético e mesmo literário, considerando as imbricações entre linguagens, tais como as do cinema, do videodocumentário e a dos jogos interativos. Para tanto, deve-se levantar a produção crítica que discorre sobre essas produções, bem como estabelecer um diálogo entre esse olhar e a tradição poética, com o intuito de se compreender melhor o estado desse fazer artístico. Não obstante, deseja-se empreender seleções de videopoemas e produções poéticas em hipermídia a partir de sítios, CD-ROMs e DVDs, que circulam no meio cibernético, em bibliotecas e no mercado editorial, com a finalidade de se firmar um corpus significativo dessa produção. Conjuntamente aos estudos verticalizados desse objeto, far-se-á a produção de videopoesias e poéticas em hipermídia a partir da experiência apreendida no processo de observação e análise dos textos estudados. O foco do estudo bibliográfico incide sobre a poesia e as intervenções artísticas produzidas em língua portuguesa e em consonância com a tradição artística e literária brasileira e portuguesa.

 

DESENVOLVIMENTO DE MÓDULO DE ENGENHARIA DA LINGUAGEM COM IMPLEMENTAÇÃO ROBÓTICA

Data de Início: 01/08/2009

Prof. Responsável: Vicente Aguimar Parreiras

 

Objetiva-se implementar um sistema robótico de pesquisa em Engenharia da Linguagem para pesquisas ena compreensão de linguagtem natural em português. Construiu-se o primeiro protótipo de robô tipo ponte rolante para atuar em micromundo específico demonstrando capacidade de compreender e executar ordens a partir de textos escritos em inglês corrente através de interface web usando versão diponível em Java do software de Terry Winograd (1972)SHRDLU. O passo seguinte é usar linguagem Logo e comandos em português para interface com o SHRDLU.

 

DILMA ROUSSEFF NO CENÁRIO MIDIÁTICO: uma análise das fotografias publicadas pela mídia impressa nacional ao longo do processo de impeachment

Data de Início: 10/03/2017

Professora Responsável: Mírian Sousa Alves.

 

Dando continuidade às temáticas tratadas em nossas pesquisas anteriores, em torno dos conceitos de discurso, fotografia, cinema e relações retóricas entre texto e imagem, este projeto visa aprimorar as ferramentas e os conceitos que nos permitam compreender de que forma as imagens não apenas representam, mas também constroem os acontecimentos cotidianos. De forma mais específica, este projeto objetiva promover a análise dos discursos e representações produzidos em torno da figura da presidente Dilma Rousseff a partir do relato dos acontecimentos iniciados em dezembro do ano passado, incluindo seus possíveis desdobramentos até o término de agosto (com a decisão final do processo de impeachment movido contra a presidente). A escolha de um acontecimento tão relevante para o momento histórico brasileiro atual, além de nos permitir desenvolver essas estratégias de análise, poderá contribuir para uma melhor compreensão desse acontecimento. Identificar os discursos veiculados nas imagens produzidas pela grande mídia a partir da presidente Dilma Rousseff nos permitirá entender mais claramente estratégias utilizadas pelos meios para construir e justificar esses discursos.

 

Discurso, imagem e poesia

Data de Início: 10/10/2014

Professora Responsável: Olga Valeska Soares Coelho.

 


O grupo desenvolve reflexões sobre o lugar da imagem como elemento estruturador de textos literários e não literários.Ele reúne pesquisadores envolvidos em investigações que abordem o tema da imagem em uma perspectiva interdisciplinar. Ressalta-se que um estudo da imagem, em sua lógica espacializada, pode estabelecer um momento de convergência de discursos diversos, ser atravessada pelas diversas vozes socialmente enunciadas, mesmo quando procura se constituir como uma forma homogênea e acabada. Assim, esta pesquisa incide em um ponto fundamental para uma análise das contradições presentes na sociedade contemporânea e nas relações de poder estabelecidas no tecido instável da cultura.

 

Discurso sobre a censura na mídia eletrônica

Data de Início: 01/09/2017

Professora Responsável: Carla Barbosa Moreira

 

O presente Projeto de Iniciação Científica propõe uma investigação sobre os processos de produção de sentidos sobre censura. Compreendida como um mecanismo político e ideológico que intervém na ordem do discurso, visando o controle de sentidos, seja pelo silenciamento, seja pelo evidenciamento (Moreira, 2009), interessa-nos investigar, no discurso de jornais on line, as novas/outras formas que têm sido reconhecidas como supressoras da liberdade de expressão/censura no/do espaço digital. Pretende-se, assim, contemplar uma parte fundamental da memória acerca da censura na atualidade e suas práticas, quando das temáticas que materializam, no discurso da mídia eletrônica, os acontecimentos da história que se pretendem silenciar ou evidenciar.

 

Discursos sobre o ensinar e o aprender

Data de Início: 01/08/2017

Prof. Responsável: Renato Caixeta da Silva

 

Este projeto tem como objeto amplo de pesquisa os vários discursos produzidos na sociedade a respeito dos dois processos que caracterizam a cultura escolar: o ensinar e o aprender. Pretende-se, então, por meio de análise discursiva, entender os discursos e consequentemente os conhecimentos construídos na sociedade sobre as ações de ensinar e de aprender (diversos componentes curriculares, mas principalmente línguas). Esses discursos vários são vistos como ações sociais dos diferentes agentes: professores, alunos, instituições de ensino, formadores de professores, publicitários, jornalistas, representantes políticos, elaboradores de leis, pais de alunos, gestores educacionais. Acredita-se que com tal abrangência será possível delinear as representações sociais sobre o ensino e sobre a aprendizagem visto que estas representações são construídas no e pelo discurso (Sá, 1998), em suas manifestações verbais e não verbais. O aporte teórico envolve a visão sociossemiótica de linguagem (Halliday, 1979; Kress, Hodge, 2008; van Leeuwen, 2005) consequentemente os princípios da Linguística Sistêmico Funcional (Halliday, 1994; Halliday e Mathissen, 2004); e abordagens discursivas com base nesta, como por exemplo as propostas de análise do discurso de Martin e Rose (2003, 2007), o sistema de Avaliatividade (Martin e White, 2005), estudos de multimodalidade e Gramática do Design Visual (Kress, van Leeuwen, 2001, 2006; Kress, 2010; van Leeuwen, 2005). Entende-se que essa teoria provê instrumentos de análise para pesquisas específicas e integradas específicas, com metodologias diferenciadas de cunho qualitativo interpretativista, que buscam contribuir para e com o entendimento das representações, estas vistas como conhecimentos práticos desenvolvidos no cotidiano e que regula a vida em sociedade (Jodelet, 1995; Moscovici, 2003). Com a pesquisa, pretende-se prover conhecimentos que poderão nortear propostas de intervenção pedagógica, melhor lida do pesquisador e dos agentes educacionais com questões relacionadas aos processos em questão (ensinar e aprender), e subsidiar novos trabalhos em Linguística Aplicada e Estudos do Discurso em contexto pedagógico.

 

Engenharia Didática

Data de Início: 01/11/2017

Prof. Responsável: Luiz Antônio Ribeiro

 

No interior de uma psicologia da aprendizagem sustentada nos pressupostos epistemológicos do interacionismo social, um projeto de engenharia didática é a um só tempo uma metodologia de pesquisa e um instrumento para planejar as ações de ensino (ARTIGUE, 1990; DOLZ, 2016). Enquanto metodologia de pesquisa-ação, a engenharia didática situa o professor como o pesquisador responsável pelo planejamento, experimentação e avaliação de dispositivos didáticos. Enquanto instrumento para planejar ações de ensino, um projeto de engenharia didática permitirá ao professor ultrapassar a lacuna referente à apresentação de situações novas, que requerem dos alunos novas formas de refletir e empregar o conhecimento. Este grupo de pesquisa fundamenta-se nos pressupostos epistemológicos e praxeológicos da engenharia didática e dedica-se ao estudo dos fenômenos do ensino e da aprendizagem de conteúdos escolares numa perspectiva inter e transdisciplinar, com vistas à: concepção das tarefas e das ações dos alunos voltadas para a aprendizagem; coordenação das intervenções dos professores e avaliação das práticas de ensino e aprendizagem; elaboração de produtos, de objetos, de ferramentas profissionais e de atividades escolares destinadas ao ensino e à aprendizagem; bem como formação de professores.

 

Entre bombas e tamborins: literatura e cultura popular em Mário, Cecília, Drummond e Vinicius

Data de Início: 01/04/2020

Prof. Responsável: Roniere Silva Menezes

 

Chamada CNPq N º 06/2019 - Bolsas de Produtividade em Pesquisa RESUMO DESCRITIVO: Propõe-se, com este projeto, investigar a criação artístico- literária de três quatro poetas brasileiros: Mário de Andrade, Cecília de Meireles, Carlos Drummond e Vinicius de Moraes. A pesquisa baseia-se principalmente em obras produzidas nos anos de 1940. Objetiva-se refletir, tomando como contraponto o período da Segunda Guerra Mundial, a ?Política da boa vizinhança? e a Ditadura Vargas ? sobre a presença de cantos, ritmos, gestos ligados à cultura popular nas obras do corpus. Contrapontos entre Brasil e Estados Unidos, entre modernidade ocidental e cultura tropical contribuem para novas percepções a respeito do espaço popular, em especial o afro-brasileiro. Iremos focar relações existentes entre literatura e música e performances populares na criação dos autores, traço evidente na criação de Mário e Vinicius, mas pouco comum em estudos sobre Cecília Meireles e Carlos Drummond. Os estudos comparativos contribuirão para o aflorar desses aspectos na obra dos poetas. Conceitos ligados ao campo da memória e do arquivo contribuirão com as discussões devido à tensão vislumbrada, na época, entre tentativas de recalque de imagens que expressassem o corpo de pessoas comuns, principalmente negras, mulatas “feitas por poderes hegemônicos” e a linguagem artística que atuava colocando em relevo esses corpos, muitas vezes atuando por meio de expressões coletivas. Iremos nos utilizar, na pesquisa, de trabalhos de autores brasileiros contemporâneos que têm profundado debates e realizado questionamentos em torno de noções como ?cordialidade? e ?democracia racial?. Um forte objetivo da pesquisa é pensar como as produções analisadas, tendo como contexto o período da II Guerra, focam em uma guerra menor, cotidiana, ligada à luta contra o preconceito, o racismo, às separações sociais, mas apostando na potência inventiva popular. Palavras-chave: literatura, música, cultura popular, II Guerra Mundial.

 

Escritas profissionais e processos de edição

Data de Início: 15/02/2018

Professora Responsável: Patrícia Rodrigues Tanuri Baptista

 

Depois que parte deste grupo se conheceu pessoalmente na USP, em 2008, em um evento do Fórum de Editoração, passamos a discutir questões de revisão e edição de textos em encontros virtuais e presenciais. Nossa produção científica, individual ou em coautorias, vem sendo apresentada em congressos e livros. Em 2010, participamos do livro "Leitura e Escrita em movimento", organizado pela líder do grupo e colegas. Em 2011, Luciana Salazar Salgado e Ana Elisa Ribeiro propuseram um grupo temático ao Simpósio Internacional de Estudos de Gêneros Textuais, o Siget, em Natal, e o encontro foi muito bem-sucedido. Dali em diante, optamos por sempre propor nossas discussões, no âmbito da área de Letras, mas também interdisciplinarmente, em diversos fóruns importantes de discussão. Ana Elisa Ribeiro e José Muniz Jr. vêm participando ativamente dos encontros do GP de Produção Editorial da Intercom.

 

Espaços e cantos de trabalho em Milton Nascimento

Data de Início: 01/08/2018

Prof. Responsável: Roniere Silva Menezes

 

Esta pesquisa pretende estabelecer reflexões a respeito das imagens de trabalho presentes em canções criadas por Milton Nascimento, muitas delas com parceiros do chamado Clube da Esquina. A pesquisa se fará observando tanto as letras como ritmos, harmonias e melodias. Percebemos, nas composições do artista, ecos de trabalhos escravos, ressonâncias de atividades urbanas e rurais marcados pela repetição rítmica como a imitar os gestos do trabalho, estruturas melódicas relacionadas à ideia de pergunta e resposta, presente em canções da tradição popular chamada ?folclórica?. Nota-se, também, cadências mais lentas ligadas à vontade de fuga, de busca de liberdade e utopia. Algumas canções revelam o ideal de um trabalho harmonizado com a natureza bucólica, o amor e a vida cotidiana, trazendo heranças do estilo literário árcade, mas apresentando o lado negro dos ritmos e sonoridades típicas do mundo da escravidão, algo totalmente esquecido na produção do arcadismo. As canções ligam-se à vida cotidiana, à memória coletiva, a experiências partilhadas. O estudo sobre imagens do trabalho em canções de Milton aproxima os estudos literários de um aspecto extremamente importante no CEFET: a relação entre técnica e trabalho, as diversas formas de se pensar a noção de técnica, passando do campo primitivo ao moderno, incluindo diálogos entre técnicas de composição e tecnologia dos meios de comunicação de massa. Em uma época em que a própria ideia de trabalho convencional sofre fortes alterações, as composições podem ampliar a compreensão a respeito das diversas modalidades de trabalho exercidas pelo homem e pela mulher comum no Brasil. O estudo abordará o próprio lugar da arte e da literatura como campo de criação, pensamento e resistência. Serão tratadas, no projeto, relações existentes entre memória, inclusive cultural, e processo criativo. Ferramentas conceituais do campo dos Estudos interartes serão utilizadas no desenvolvimento da pesquisa.

 

ESTUDOS DE COGNIÇÃO E LINGÜÍSTICA APLICADA COM RECURSOS DE INFORMÁTICA

Data de Início: 01/08/2009

Prof. Responsável: Vicente Aguimar Parreiras

 

Estudos de Cognição e Lingüística Aplicada com Recursos de Informática.

 

Estudos sobre Narrativas de Si em diversos Corpora e Suportes

Data de Início: 01/03/2015

Prof. Responsável: Cláudio Humberto Lessa

 

O projeto do grupo visa a quatro objetivos básicos: 1) instituir um grupo de pesquisa sobre narrativas de vida que se manifestam em diferentes gêneros/suportes textuais (impressos e digitais); pretende-se investigar as condições de produção e circulação desses gêneros tendo em vista determinações históricas, sociais e econômicas; analisar as representações sociais mobilizadas e as identidades narrativas que se delineiam nessas narrativas; 2) em um primeira etapa, realizar oficinas de produção de texto (oral e escrito) junto ao corpo discente do CEFET-MG a fim de proporcionar aos educandos que eles reconstruam narrativamente suas trajetórias de vida escolar, possibilitando que eles possam compreender os momentos mais significativos e decisivos de seu processo de formação. Essas oficinas objetivam, também, constituir um arquivo de dados que possa servir de base para pesquisas nas diversas linhas de pesquisa da pós-graduação e contribuir para um entendimento dos perfis sociológicos e históricos do corpo discente que tem ingressado nesta instituição; 3) dialogar com outros cursos/áreas de conhecimento que pretendam ou já estejam desenvolvendo pesquisas a partir de narrativas de vida; 4) criar um centro permanente de memória do CEFET-MG, Belo Horizonte. Esse projeto alinha-se às pesquisas em Ciências Sociais que têm enfatizado a importância das micro-histórias para a compreensão dos fenômenos, das mudanças e das ações sociais.

 

Experiências de ensino e aprendizagem de línguas em interface direta com as tecnologias digitais

Data de Início: 01/03/2013

Prof. Responsável: Maria Raquel Bambirra

 

Com este projeto propomos a investigação de experiências de ensino e/ou de aprendizagem de inglês como língua estrangeira que se apoiam no uso de tecnologias digitais. São construtos principais a nortear os trabalhos: a natureza das experiências envolvidas, a motivação, a autonomia e a identidade.

 

Formação de Professores para o ensino de português para estrangeiros

Data de Início: 03/03/2015

Prof. Responsável: Jerônimo Coura-Sobrinho

 

Grupo: COMTE-Corpo Movimento e Tecnologia

Data de Início: 01/07/2011

Professora Responsável: Olga Valeska Soares Coelho

 

O Núcleo de Pesquisa e Experimentação em poéticas do corpo e do movimento - COMTE/CEFET-MG pretende reunir pesquisadores, alunos/bolsistas e profissionais técnicos de diversas áreas do conhecimento, no intuito de desenvolver estudos interdisciplinares sobre as linguagens poéticas, envolvendo corpo, movimento e voz, em suas interfaces tecnológicas. Os nossos trabalhos, assim, abarcam seguintes áreas de interesse: Estudos de Linguagens, Semiótica, Dança, Poesia, Teatro e Performance, contação de histórias. O foco dos estudos seria analisar o corpo em sua expressão poética, seu vocabulário gestual e suas potencialidades de inserção no espaço cênico, envolvendo recursos tecnológicos. Outro foco seria a análise do diálogo entre as várias linguagens, envolvendo a música, a cenografia e o texto na voz do ator/bailarino. Também analisaremos registros fílmicos de espetáculos, videodança e vídeos experimentais envolvendo performance artísticas, levando em conta o processo tradutório entre os códigos lingüísticos envolvidos. Outra questão de interesse seria o processo de ensino-aprendizagem nas áreas envolvidas, tendo em vista os recursos tecnológicos e as linguagens envolvidas nesse processo. O Núcleo é interdisciplinar e interinstitucional, integrando pesquisadores do CEFET-MG e membros do Grupo de Pesquisa Concepções Contemporâneas em Dança-Ccoda do Programa de Dança Experimental da Escola de Educação Física da UFMG, sediado no Departamento de Educação Física da UFMG No âmbito pedagógico, destaca-se a formação humanística dos alunos envolvidos: preparar os bolsistas sob a orientação dos pesquisadores integrantes do grupo para a atividade de pesquisa científica e torná-los aptos a produzir uma leitura crítica de textos na interface entre a escrita e a cena.

 

História editorial da literatura afro-brasileira (1959-2015): romance e conto

Data de Início: 16/03/2015

Prof. Responsável: Luiz Henrique Silva Oliveira

 

A proposta desta pesquisa é estudar a história editorial da literatura afro-brasileira, a partir da focalização de dois gêneros: romance e conto. Para tanto, será necessário fazer o levantamento de autores e obras, com base nestes gêneros e dentro desta linhagem literária, desde o ano de 1959, marcado pela publicação de Úrsula, de Maria Firmina dos Reis, o primeiro romance produzido por um autor negro no país (DUARTE, 2011), até o ano de 2015. A partir do levantamento de autores, serão feitos, ainda, levantamentos quantitativos das publicações, separando-as: a) por período histórico; e b) por casa editorial. A partir destes levantamentos, será possível compreender a trajetória evolutiva do romance e do conto afro-brasileiros. Os levantamentos permitirão ainda analisar o papel histórico das redes de edição de autores negros para a consolidação e permanência destes romances e contos em nossa literatura. Por redes de edição entendemos o papel da imprensa negra, responsável por formar diversos intelectuais e escritores; os coletivos e séries literárias, como o Quilombhoje e Cadernos Negros, respectivamente, os quais reuniram escritores experientes e jovens em mais de trinta e cinco edições; as publicações dos próprios autores, as quais parecem destoar das linhas de atuação de editoras comerciais; e o apoio de editoras especializadas no campo da literatura afro-brasileira, como Mazza, Selo Negro e Nandyala. Analisaremos a história editorial da literatura afro-brasileiro (conto e poesia) por meio da metodologia relacional entre levantamento de dados e diálogo com o contexto cultural, tal como utilizado por Hellewell (1988) e Márcia Abreu (2010), autores que oferecerão suporte teórico para esta pesquisa. Esta será, portanto, prioritariamente bibliográfica, podendo também se valer de depoimentos e/ou entrevistas com romancistas, contistas e editores negros.

 


Imagem livre: produção, edição, armazenamento e distribuição

Data de Início: 01/03/2016

Prof. Responsável: Wagner José Moreira

 

O projeto parte do PPG em Estudos de Linguagens, do CEFET-MG, sob coordenação do prof. dr. Wagner Moreira e membros vinculados à Linha IV - Edição, linguagem e tecnologia que tem área de atuação nos processos de criação e de edição em imagem, som e palavra; os estudos das relações entre linguagens, processos de criação, edição e convergência de mídias; os aspectos históricos, sociais educacionais e tecnológicos da invenção e da edição; programação visual; a produção didática; redes e cadeias produtivas: autoria, circulação e recepção;políticas de formação de profissionais em edição. O objeto do projeto é a comunicação ligada às movimentações sociais, de forma que seja possível sistematizar fluxos de produção e criar metodologias compartilháveis de produção e circulação de conteúdo. Nossa pergunta: como catalisar metodologicamente a livre circulação de informação e conhecimento? Estrutura do projeto: - Produção audiovisual as movimentações sociais ? espaços de participação efetiva dos sujeitos em construção de novas possibilidades estéticas e políticas, dando origem a narrativas não hegemônicas. A produção será realizada pelos pesquisadores, midialivristas e comunicadores independentes. Realizaremos 4 cursos de formação, num âmbito de extensão, voltado para alunos de escolas públicas e lideranças comunitárias, como por exemplo, do movimento pela criação do Parque Jardim América- BH/MG - Estudo do armazenamento das imagens livres, levantamento de plataformas online que oferecem esse serviço e desenvolvimento de um projeto de implantação de um servidor livre. - A cartografia de tais práticas comunicativas e a sistematização de percursos metodológicos elaboradas constituem o resultado a ser compartilhado e replicável. Serão geradas técnicas de produção imagética passíveis de serem imediatamente aplicadas após o término do projeto, de forma a contribuir com a livre circulação da informação, empoderamento de agentes sociais e democratização do acesso à informação.

 

Imagens rosianas: Primeias estórias na literatura e no cinema

Data de Início: 03/03/2015

Prof. Responsável: Roniere Silva Menezes.

 

Este projeto visa, a partir dos conceitos de espaço e memória, empreender uma análise do livro Primeiras estórias (1962), de Guimarães Rosa e de sua adaptação para dois filmes: A terceira margem do rio (1994), de Nelson Pereira dos Santos, e Outras estórias (1999), de Pedro Bial. Além de estudos sobre características do espaço da própria linguagem literária e fílmica, a pesquisa fará investigações sobre o modo como, nas obras investigadas, ocorre a relação do homem com a natureza (espaço). Imagens de personagens loucos, andarilhos, seres marginais, alguns próximos a “homens bichos” aparecem no texto literário e nos textos fílmicos, revelando uma íntima relação do homem com o entorno. Ligada ao conceito de espaço, será enfatizada a noção do comum. Nesse sentido, ideias de compartilhamento, de comunidade, de comunicação e cooperação surgem na análise comparativa entre o livro rosiano e os filmes feitos a partir dessa obra. Quanto à noção de memória, esta será abordada tanto em relação às pesquisas e à escrita de Guimarães Rosa voltadas à memória cultural do sertanejo, quanto ao fato de a produção rosiana funcionar como arquivo (memória) sobre imagens sertão. Esse arquivo rosiano tem permitido amplas e diferentes retomadas, distintas reelaborações, nas últimas décadas, em diversos gêneros artístico-literários. Na pesquisa, o conceito de memória será aproximado dos conceitos de tradução, adaptação e edição, tomando como objetos os filmes de Nelson Pereira e de Pedro Bial. Serão avaliados os diferentes enfoques dados pelos dois diretores em suas adaptações, para o cinema, do livro rosiano

 

 

Letramento literário: formação de leitores de literatura em espaços escolares e não escolares

Data de Início: 02/02/2017

Professora Responsável: Marta Passos Pinheiro

 

Este projeto de pesquisa, caracterizado como “guarda-chuva”, tem como objetivo principal investigar processos de formação de leitores de literatura em espaços escolares, como sala de aula e biblioteca, e não escolares, como centros culturais, bibliotecas públicas e comunitárias, presídios e o espaço de ruas e praças. Por sua natureza, ele integra projetos de mestrandos e doutorandos da linha 3 do Programa de Pós-Graduação de Estudos de Linguagens do CEFET-MG e envolve a análise do tripé: texto literário e suporte; mediação de leitura realizada e recepção dos textos por crianças, jovens e adultos. Entre os suportes de texto analisados, encontram-se livros de literatura impressos e digitais, livros didáticos e paradidáticos, assim como a performance dos leitores, considerada uma forma de publicação oral da literatura. Na análise da mediação da leitura, são investigados os trabalhos de vários tipos de agentes, como professores, bibliotecários, contadores de histórias, oficineiros e leitores voluntários. Como fundamentação teórica comum a todas as pesquisas que integram este projeto, destacam-se os estudos do letramento literário de Graça Paulino e Rildo Cosson. Várias metodologias são utilizadas, de acordo com os objetivos específicos de cada pesquisa, como entrevistas semi-estruturadas, narrativas de si, observação participante, pesquisa ação e estudo de caso. A partir dos trabalhos que integram esta pesquisa, pretende-se propor projetos e ações extensionistas voltados para a comunidade em que o CEFET-MG está inserido e demais regiões de Belo Horizonte e Grande BH. Palavras-chave: letramento literário; formação de leitores; espaços escolares; espaços não escolares.

 


LINGUAGENS HÍBRIDAS

Data de Início: 10/02/2019

Prof. Responsável: Rogério Barbosa da Silva

 

Neste projeto, a proposta é criar um espaço para intercâmbios entre pesquisa e produção experimental em linguagens que envolvam edição, literatura, artes, publicidade, cinema e outras manifestações do audiovisual. O foco, além do estudo crítico da materialidade das linguagens, são os processos tecnológicos de produção e as interfaces que aproximam as várias áreas do conhecimento, através de práticas relacionadas a textos verbais e não-verbais. Visamos, além das publicações, possíveis realizações de mostras, eventos e oficinas a partir das pesquisas e experiências do grupo.

 


Literafro Fase 2

Data de Início: 01/02/2018

Prof. Responsável: Luiz Henrique Silva Oliveira

 

O literafro - Portal da Literatura Afro-brasileira está ativo na Internet desde 2004, hospedado no provedor da Faculdade de Letras da UFMG. Ao longo deste período vem construindo um significativo acervo de dados biobibliográficos, historiográficos e críticos sobre mais de 100 autores, além de apresentar poemas, contos, crônicas, trechos de romances e peças teatrais, resenhas e artigos, todos disponibilizados gratuitamente para consulta e compartilhamento. Deste modo, vem se constituindo em eficiente instrumento de apoio pedagógico para a aplicação da Lei 10.639, que prescreve a obrigatoriedade do ensino da história e da cultura afro-brasileira nas redes de ensino fundamental e médio de todo o país. O presente projeto objetiva reestruturar e modernizar a versão atual do portal. Em sua fase 2, além de ampliar o acervo com a incorporação de novos autores, textos e escritos de recepção crítica, o projeto objetiva dotar o portal de novos instrumentos pedagógicos, tais como abas específicas para autores, atores e grupos de Teatro Negro; abas específicas para editoras e editores negros; abas específicas com depoimentos em vídeo de autores e críticos. Além disso, a reestruturação prevê um novo layout com: melhor adaptação a desktops, notebooks, tablets e smartphones; aprimoramento do mecanismo de busca; maior interatividade com redes sociais; remodelagem do menu; além de ícones no layout para realizadores, colaboradores e apoiadores. Tal reestruturação faz-se necessária para que o investimento realizado ao longo destes anos possa se atualizar na forma e no conteúdo, de modo compatibilizá-lo satisfatoriamente às mídias contemporâneas, facilitando sua inserção nos novos caminhos e espaços existentes na rede mundial de computadores.

 


LITERATÉCNICA

Data de Início: 01/01/2011

Prof. Responsável: João Batista Santiago Sobrinho

 

O objetivo é estudar as obras da literatura e outras artes, local e ou universal, com vistas a perscrutar as ressonâncias da técnica nos enunciados, tanto em relação aos dispositivos quanto em relação à racionalidade que a preside. A expressão literatura deve ser compreendida de maneira estendida, de forma a abarcar amplo espectro de textos e gêneros que advém do processo de metamorfose inerente à linguagem, sobretudo com o advento das novas tecnologias. No entanto, sem abandono de um lastro a que os procedimentos contemporâneos da técnica, em razão sobretudo da racionalidade instrumental, enseja abandonar: memória, sabedoria, história, natureza, por exemplo. É notável nas obras produzidas ao longo do tempo o ressoar tecnológico inerente às suas épocas. Espera-se fortalecer a pesquisa crítica em torno da técnica, no sentido de contribuir para uma visão mais elaborada, no âmbito da pesquisa, daquilo que, presente em nosso cotidiano - a técnica - naturaliza-se.

 

Literaturas juvenis, mercado editorial e sociabilidades em rede

Data de Início: 02/10/2017

Professora Responsável: Paula Renata Mello Moreira

 

A presente pesquisa pretende investigar as sociabilidades de leitura em rede, envolvendo literaturas juvenis e as diversas relações que estabelece com o mercado editorial, desde a prospecção, publicação até as estratégias para alavancar o consumo. Interessa-nos, então, as práticas de fandoms, publicação e consumo de fanfics, nichos editoriais juvenis (YA, NA, sick-lit, chick-lit, entre outros), comunidade Booktube, bem como autopublicações e iniciativas de publicação independentes desde que associadas à literatura juvenil.

 

Motivação no ensino e na aprendizagem de línguas estrangeiras

Data de Início: 01/08/2016

Professora Responsável: Maria Raquel Bambirra

 

O objetivo deste projeto é estudar experiências motivacionais de ensino e de aprendizagem de LE sob a perspectiva dos períodos processual e sócio-dinâmico, que focam a mudança motivacional em função do tempo e a perspectiva dos sistemas dinâmicos, respectivamente.

 

Mulheres editoras de livros literários em Minas Gerais

Data de Início: 02/06/2018

Professoras Responsáveis: Ana Elisa Ribeiro e Paula Renata Mello Moreira

 

Inserido em um contexto geral e atual de discussão sobre a situação da mulher no espaço público e dada a escassez de registros sistemáticos na produção editorial, este projeto tem o objetivo de investigar a atuação de mulheres editoras em Minas Gerais, por meio de acervos de escritores, arquivos de imprensa e entrevistas/depoimentos. Pretende-se, com isso, tecer um mapa preliminar, além do necessário registro dessas mulheres, em suas relações com o campo editorial e literário brasileiro, da segunda metade do século XX para cá. Tal mapeamento insere-se também em um delineamento mais amplo, no contexto da América Latina.

 

Mulheres que editam: um mapeamento preliminar no Brasil

Data de Início: 02/03/2017

Professora Responsável: Ana Elisa Ribeiro

 

O projeto tem o objetivo de mapear mulheres editoras de livros literários e de outros segmentos, no passado e no presente, no Brasil.

 

O objeto tecnológico na literatura brasileira moderna e contemporânea

Data de Início: 02/03/2015

Professora Responsável: Cláudia Cristina Maia

 

Investigar de modo mais aprofundado a presença do objeto tecnológico, como o rádio, a televisão e o computador, na literatura brasileira moderna e contemporânea. Desde tempos remotos, o homem convive com esse tipo de objeto que provoca mudanças estruturais na comunicação e, com o passar dos tempos, a natureza e a complexidade deles foram se modificando, em virtude do avanço da tecnologia, que muito influencia a vida cotidiana dos seres humanos. A literatura, de modo a problematizar o real, também se dedica a tratar desses objetos, seja como parte da descrição e construção de cenários e personagens, seja como tema central de narrativas ou do discurso de muitos de nossos poetas. Partindo da análise de textos literários sobre esse viés, o projeto busca compreender como a literatura registrou e problematizou os diversos impactos dos objetos tecnológicos na vida dos brasileiros.

 


O papel dos Booktubers no cenário editorial

Data de Início: 01/08/2017

Professora Responsável: Paula Renata Mello Moreira

 

A presente pesquisa objetiva avaliar o papel dos booktubers no circuito editorial. Booktubers, ou youtubers que resenham livros, substituíram, em parte, os resenhistas de livros em periódicos de grande circulação, sendo estes últimos já mal vistos pela crítica acadêmica. Desse modo, instaura-se um circuito de divulgação do livro literário que provoca atenção do mercado editorial. Atingindo leitores que antes não se viam tocados pela palavra escrita, promovem impulso à leitura e vendagem de livros literários. Intenta-se, então, a partir do acompanhamento dos vídeos de Tatiana Feltrin e Mell Ferraz no ano de 2016, fazer um levantamento de que livros de literatura são resenhados e quais suas categorias; que editoras estão tendo seus produtos divulgados e como os livros chegaram às mãos das resenhistas, bem como promover a análise dos números de vendas fornecidos pelos institutos nacionais que se dedicam a tais levantamentos, para um cruzamento dos dados anteriores e posteriores às divulgações. Sabe-se, todavia, que no cenário do livro, nem sempre a compra significa leitura e vice-versa. Ampliar, então, a compreensão sobre a leitura e não só sobre as aquisições é importante para a pesquisa que aqui se delineia. Para isso, é fundamental a perquirição também do público que acompanha os vlogs, o que será feito por amostragem. Nesse ramo de discussões, atentar para a relação do mercado da dita alta literatura e da literatura de massa pode aclarar a preferência dos leitores e mesmo a ideia do booktuber como um norteador de leituras.

 


O projeto gráfico-editorial dos livros de literatura infantil premiados: produção, materialidade e recepção das obras

Data de Início: 01/03/2017

Professora Responsável: Marta Passos Pinheiro

 

Estudo da produção, da materialidade e da recepção das obras de literatura infantil, sobretudo os premiados, levando em conta o projeto gráfico-editorial dos livros.

 


O texto fílmico como amplificação do texto literário (projeto em desenvolvimento)

Data de Início: 10/02/2019

Professora Responsável: Mírian Sousa Alves.

 

Estudo do texto fílmico como possível amplificador do campo literário. Propõe-se um estudo dos novos textos midiáticos, tais como os textos fílmicos, e sua atuação como multiplicadores de sentidos, capazes de ampliar os limites convencionais do chamado campo literário. Em uma das várias vertentes desse projeto, a investigação terá como ponto de partida o filme Girimunho, de Helvécio Marins e Clarissa Campolina, e os contos do livro Primeiras estórias, de João Guimarães Rosa. Considerando a linguagem literária e a linguagem cinematográfica, o objetivo dessa vertente da pesquisa é encontrar as relações que se estabelecem entre os contos rosianos e o filme feito pelo coletivo Teia, que apresenta uma narrativa híbrida entre o documentário e a ficção. Deve-se investigar o processo de produção fílmica e as relações que os contos rosianos e o filme Girimunho estabelecem com o sertão mineiro, espaço de locação do filme. O projeto, entretanto, não se limita à poética rosiana, mas explora também as diversas inter-relações entre o campo literário e campo das narrativas audiovisuais, com especial atenção dada à linguagem do documentário audiovisual e à construção de espaço e tempo tanto no cinema e no vídeo, quanto na literatura. O análise do texto fílmico enquanto espaço de ampliação e não de redução do texto literário abre novas perspectivas de investigação ao campo dos estudos literários.

 

O uso de livros didáticos de língua estrangeira por professores e alunos

Data de Início: 02/03/2015

Prof. Responsável: Renato Caixeta da Silva

 

Esta pesquisa tem como objetivo caracterizar o uso de livros didáticos de línguas estrangeiras em sala de aula em diferentes contextos. Para tanto, parte-se das ideias sobre materiais didáticos com base em autores como Tomlinson (2006), Silva (2010, 2012, 2013), Batista (2009), e outras pesquisas na área. Nesta investigação, pergunta-se como esses livros são usados por docentes e discentes, tendo em vista que esse material pedagógico tem importância política, econômica, cultural e pedagógica no ensinar e no aprender línguas (SILVA, 2012). Em termos metodológicos, tem-se uma pesquisa qualitativa, baseada em depoimentos (orais e ou escritos) de docentes e seus alunos de escolas particulares, públicas ou ainda em aulas particulares. Esses depoimentos deverão ser analisados de acordo com a proposta de análise semântico-discursiva de Martin & Rose (2007) de base sistêmico-funcional. Com essa investigação, procura-se contribuir com as políticas públicas, fornecendo análises dos dados para entendimento do uso de materiais didáticos recomendados e, ainda mostrando como professores e alunos fazem uso desse material distribuído e disponibilizado. Com relação aos contextos em que os materiais não são fornecidos via políticas públicas, a pesquisa pode contribuir para entendimentos locais (ALLWRIGHT, 2006), e contribuir com entendimentos globais a respeito da utilização de materiais didáticos. Também é pertinente analisar as diferenças e semelhanças de uso de livros didáticos em contextos de educação pública e de educação privada, sobretudo com vistas a subsidiar futuras praticas de formação docente no que se refere ao tema ?materiais didáticos de línguas estrangeiras.

 

Objetos pensantes: literatura, arte e pensamento trágico

Data de Início: 02/05/2017

Prof. Responsável: Luiz Carlos Gonçalves Lopes

 

O projeto pretende investigar, partindo da experiência de estudo anterior que estava focada no universo clariciano, ampliar o alcance de investigação para outros textos literários e outros objetos estéticos, como cinema, teatro, etc, a serem estudados no sentido de efetuar uma espécie de linhagem de obras que podemos dizer serem objetos pensantes. Dentre essas obras podemos citar a literatura de Clarice Lispector, João Guimarães Rosa, Raduan Nassar Hilda Hislt, Julio Cortázar, Roberto Bolaño, João Gilberto Noll; o cinema de Karen Ainouz, Walter Salles, Lars Von Trier; o teatro do Grupo Vertigem e o Grupo Oficina, para ficarmos em apenas algumas produções. Desse modo, elencamos algumas produções bem significativas dentro daquilo que foi produzido no decorrer do século 20 e nesse início de século 21 para a análise sobre o componente trágico que se apresenta como rastros na poética desses autores, cineastas e realizadores.

 

OS MEMES E A NARRATIVA POLÍTICA BRASILEIRA: crítica, humor e debate no ciberespaço

Data de Início: 02/02/2018

 

Os memes têm sido usados como instrumentos de crítica e escárnio ao atual governo brasileiro, devido ao efeito cômico que provoca e à fácil capacidade de circulação entre os usuários da internet. Sua estrutura peculiar e sua grande difusão tornam importante o estudo do fenômeno. Diante disso, o presente trabalho visa estudar a produção de memes sobre Michel Temer em circulação desde sua posse na presidência da república em 31 de agosto de 2016. Memes de outras figuras políticas contemporâneas também serão investigados a fim de perceber a possível semelhança entre eles. Buscaremos compreender o que marca a produção dessas imagens no cenário político brasileiro contemporâneo e de que forma o gênero tem participado da construção de nossa história política atual.

 

Periódicos literários brasileiros: anos 1970/1980 ? edição e sociabilidades

Data de Início: 01/08/2016

Profe Responsável: Paula Renata Mello Moreira

 

O presente projeto visa promover a análise de periódicos literários (revistas, jornais e suplementos) que foram lançados no Brasil a partir de meados do século XX, especialmente, aqueles que vieram à luz nos anos 70. Intenta-se compor um acervo que consiga, em certa medida, mapear publicações, locais dos acervos, estado dos exemplares para, além da análise, conseguir gerar dados para o acesso às publicações. Para além da recolha e análise, este estudo busca traçar as redes de sociabilidade e a remodelação dos campos de produção cultural/artísticos/literários/editoriais formulados a partir dos periódicos.

 

POEMAPS

Data de Início: 01/03/2016

Prof. Responsável: Rogério Barbosa da Silva

 

O grupo Tecnopoéticas desenvolveu o conceito Poemaps, que constitui um sistema para criar poesia dentro de uma lógica de georreferenciamento. Os ele-mentos intrínsecos dos Poemaps são: (1) a articulação crítica que liga a poesia e os espaços urbanos; (2) o uso de serviços de mapeamento online para geo-referenciar poesia em certos espaços — promovendo o desejo de escrever sobre espacialidades vividas ou imaginadas; (3) o tema do labirinto — dentro de um mecanismo para promover a imaginação e o questionamento sobre as complexidades existenciais nas cidades; (4) a criação da poesia interativa como uma potenciação da crítica — pelo uso de poemas-comentários, fundindo categorias transtextuais, como a metatextualidade ou a arquitextualidade, na medida em que os textos também são propensos a intermedialidades; (5) e o conceito de uma aplicação web capaz de atuar como uma obra aberta. Site: www.poemaps.org

 

POÉTICAS DIGITAIS E ANALÓGICAS: PROCEDIMENTOS ESTÉTICOS E TEXTUAIS NA POESIA BRASILEIRA E PORTUGUESA CONTEMPORÂNEAS

Data de Início: 22/08/2015

Prof. Responsável: Rogério Barbosa da Silva

 

Estudar produções poéticas e teóricas, considerando o contexto da proliferação das imagens de síntese e os deslocamentos das subjetividades humanas reterritorializadas para subjetividades maquínicas; teorias e projetos estético-criativos desenvolvidos com base nas tecnologias digitais e analógicas, possibilitadas hoje pelas inovações que as tecno-imagens e suas máquinas dotaram as comunicações e, consequentemente, as criações artísticas. No contexto dessas formas de pós-escritas, ou da passagem das coisas para as não-coisas, da materialidade impressa para a escrita luminosa, buscamos não só apresentar um mapeamento das transformações contemporâneas da literatura e da arte digital como também compreender mais profundamente a natureza crítica dessas transformações. Para adensar as discussões teóricas e estéticas nesse campo, a proposta é estudar as produções de Álvaro Andrade Garcia, disponibilizadas nos sítios do Ateliê Ciclope (www.ciclope.com.br) e Sítio da imaginação (www.sitio.art.br), com o objetivo de pensar o lugar da literatura nessa era dos dispositivos eletrônicos. Há que se verificar em que medida a literatura se revitaliza nas poéticas dos meios, ao contrário do que, habitualmente se pensa, quando se afirma a sua diluição com avanço da era das imagens técnicas. Além disso, é interessante avaliar até que ponto a convergência digital não é também um momento de respiro e de reflexão quanto aos rumos dessa era, e busca de valores ainda não totalmente descartados na nossa cultura.

 

PROCEDIMENTOS ESTÉTICOS E TEXTUAIS NA POESIA BRASILEIRA: UM ESTUDO DO SÍTIO DA IMAGINAÇÃO

Data de Início: 01/02/2014

Prof. Responsável: Rogério Barbosa da Silva

 

Estudar produções poéticas e teóricas, considerando o contexto da proliferação das imagens de síntese e os deslocamentos das subjetividades humanas reterritorializadas para subjetividades maquínicas; teorias e projetos estético-criativos desenvolvidos com base nas tecnologias digitais e analógicas, possibilitadas hoje pelas inovações que as tecno-imagens e suas máquinas dotaram as comunicações e, consequentemente, as criações artísticas. No contexto dessas formas de pós-escritas, ou da passagem das coisas para as não-coisas, da materialidade impressa para a escrita luminosa, buscamos não só apresentar um mapeamento das transformações contemporâneas da literatura e da arte digital como também compreender mais profundamente a natureza crítica dessas transformações. Para adensar as discussões teóricas e estéticas nesse campo, a proposta é estudar as produções de Álvaro Andrade Garcia, disponibilizadas nos sítios do Ateliê Ciclope (www.ciclope.com.br) e Sítio da imaginação (www.sitio.art.br), com o objetivo de pensar o lugar da literatura nessa era dos dispositivos eletrônicos. Há que se verificar em que medida a literatura se revitaliza nas poéticas dos meios, ao contrário do que, habitualmente se pensa, quando se afirma a sua diluição com avanço da era das imagens técnicas. Além disso, é interessante avaliar até que ponto a convergência digital não é também um momento de respiro e de reflexão quanto aos rumos dessa era, e busca de valores ainda não totalmente descartados na nossa cultura.

 


PROCEDIMENTOS ESTÉTICOS E TEXTUAIS NA POESIA BRASILEIRA: UM ESTUDO DO SÍTIO DA IMAGINAÇÃO

Data de Início: 01/02/2014

Prof. Responsável: Rogério Barbosa da Silva

 

Estudar produções poéticas e teóricas, considerando o contexto da proliferação das imagens de síntese e os deslocamentos das subjetividades humanas reterritorializadas para subjetividades maquínicas; teorias e projetos estético-criativos desenvolvidos com base nas tecnologias digitais e analógicas, possibilitadas hoje pelas inovações que as tecno-imagens e suas máquinas dotaram as comunicações e, consequentemente, as criações artísticas. No contexto dessas formas de pós-escritas, ou da passagem das coisas para as não-coisas, da materialidade impressa para a escrita luminosa, buscamos não só apresentar um mapeamento das transformações contemporâneas da literatura e da arte digital como também compreender mais profundamente a natureza crítica dessas transformações. Para adensar as discussões teóricas e estéticas nesse campo, a proposta é estudar as produções de Álvaro Andrade Garcia, disponibilizadas nos sítios do Ateliê Ciclope (www.ciclope.com.br) e Sítio da imaginação (www.sitio.art.br), com o objetivo de pensar o lugar da literatura nessa era dos dispositivos eletrônicos. Há que se verificar em que medida a literatura se revitaliza nas poéticas dos meios, ao contrário do que, habitualmente se pensa, quando se afirma a sua diluição com avanço da era das imagens técnicas. Além disso, é interessante avaliar até que ponto a convergência digital não é também um momento de respiro e de reflexão quanto aos rumos dessa era, e busca de valores ainda não totalmente descartados na nossa cultura.

 

Redes editoriais de escritoras mineiras no século XX Cartas, conversações e publicações de Lúcia Machado de Almeida, Henriqueta Lisboa e Laís Corrêa de Araújo

Data de Início: 03/08/2015

Professora Responsável: Ana Elisa Ribeiro

 

O projeto pesquisa as redes de edição de três escritoras mineiras, como base nos documentos do Acervo de Escritores Mineiros da UFMG.

 

SÉRIE-LEITURAS

Data de Início: 01/05/2020

Prof. Responsável: Rogério Barbosa da Silva

 

Este projeto visa à pesquisa e editoração de livros digitais com vistas à formação de leitores no ensino médio. É um projeto de livros semestrais, realizados com estudantes de Letras na disciplina Projeto Editorial II, iniciado em agosto de 2020, com a produção do livro antológico A peste e a literatura (LED-CEFETMG, 2020). O projeto integra as produções da LED - Laboratório Editora Experimental, LETRAS/CEFET-MG.

 

Tecnologias do livro e multimodalidade. Concepções, mudanças e desafios, hoje

Data de Início: 01/03/2022

Prof. Responsável: Ana Elisa Ribeiro

 

Projeto apresentado ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Brasil. O objetivo é estudar concepções de livro e leitura na obra de Gunther Kress, conhecido semioticista social cujo trabalho tem alta circulação no país, além de investigar relações entre analogias e digitalidades no que chamamos de tecnologias do livro, isto é, o livro é visto de um ponto de vista tecnológico, em especial, sem desprezar outras miradas sobre ele.

 

Tecnopoéticas: Grupo de pesquisa em poéticas telemáticas, cibernéticas e impressas

Data de Início: 01/02/2010

Prof. Responsáveis: Rogério Barbosa da Silva e Wagner José Moreira

 

O objetivo do grupo é o estudo das interfaces entre as produções artísticas modernas e contemporâneas e as diversas tecnologias disponíveis. Tendo como ponto de partida as categorias linguagem, mídia e discurso, destacam-se os diálogos entre a arte e a tecnologia, abrangendo as áreas de letras, cinema, fotografia, informática e outras correlatas que são convocadas pelas produções criativas. Pressupõe-se que, nessas obras, cujo corpus será constituído ao longo da pesquisa, o suporte é matéria de poesis que aproxima o fazer inventivo de sua própria fruição. Constitui, portanto, paradigma desses processos criativos a mutabilidade, a heterogeneidade, a conectividade e a diferença em relação ao cânone estabelecido. A pesquisa contribuirá para a formação profissional e acadêmica dos estudantes a ela vinculados, além de fortalecer, especialmente, as pesquisas desenvolvidas no Programa de Pós-Graduação em Estudos de Linguagens e na Graduação em Letras, bem como das pesquisas afins nas áreas da Computação, da Educação, e da Educação Profissional de nível técnico do CEFET-MG.

 


Tempos de trabalho e de invenção em Chico Buarque

Data de Início: 01/08/2017

Prof. Responsável: Roniere Silva Menezes.

 

A pesquisa almeja investigar a presença de imagens relativas a trabalho nas canções de Chico Buarque. Diversas temporalidades e ritmos de trabalho podem ser percebidas nas criações do autor. Algumas canções trazem, tanto nos versos quanto no ritmo-melódico, ressonâncias de cantos de trabalho escravos, outras revelam atividades corporais ligadas ao trabalho no campo e doméstico. Há aquelas que apresentam o dinamismo típico de trabalhos urbanos, por exemplo, na construção civil e na indústria, e há outras que já demonstram a ideia de jogo, de brincadeira, de utopia, de invenção de outras formas de trabalho. Serão analisadas relações entre letra e música e avaliadas técnicas memorialísticas presentes no processo criativo. Um aspecto a ser analisado na pesquisa refere-se ao estudo das relações entre as invenções artísticas e o contexto sócio-histórico das produções. De 1964, ano de publicação da primeira canção do compositor a ser abordada ? ?Marcha para um dia de sol? ? a 2017, ano da publicação de “As caravanas”, o Brasil passou pelo longo período de ditadura militar e pelo retorno à democracia. Mas os versos e ritmos parecem indicar que algo central não mudou: o lugar ocupado pelo cidadão e cidadã comum em suas diversas atividades na área do trabalho. As canções ligam-se à vida cotidiana, à memória coletiva, a experiências partilhadas. O projeto almeja desenvolver uma melhor compreensão a respeito dos saberes e fazeres que as pessoas comuns têm exercido na história do país. Visa, ainda, trazer ao pesquisador uma ampliação da experiência estética, uma percepção mais aguda a respeito da potência conceitual da música popular brasileira quando posta em diálogo com os estudos literários.

 

Vozes e tambores de Minas: figurações da cultura popular e do barroco em Drummond, Rosa e Milton

Data de Início: 01/05/2020

Prof. Responsável: Roniere Silva Menezes.

 

O presente trabalho faz parte do projeto maior intitulado "Minas Mundo: o cosmopolitismo na cultura brasileira." Visa a investigar a presença de elementos da cultura popular, principalmente musical e negra, da arte barroca e da contemporaneidade, na obra de três importantes nomes da poesia, prosa e música mineira: Carlos Drummond de Andrade, Guimarães Rosa e Milton Nascimento. Buscaremos encontrar nas imagens de Minas Gerais presentes nas produções elementos ao mesmo tempo locais e cosmopolitas. A criação dos autores apresenta características que revelam sobrevivências da cultura colonial afro-brasileira nas Minas Gerais moderna e contemporânea. Muitos desses elementos remetem-nos a um aspecto mais popular e periférico do período barroco. Na poesia drummondiana e na prosa rosiana aparecem manifestações ligadas a cantos religiosos, profanos, a cantos de trabalho, dados que se evidenciam nas composições (muitas em parceria) e interpretações de Milton Nascimento. Reflexos do barroco mineiro surgem nas criações por meio dos jogos de contrários, da conjugação entre o excesso e a síntese, do trabalho de montagem. A pesquisa relaciona-se à perspectiva pós-colonial. Investigações de Aires da Mata Machado Filho sobre o negro em Minas, de José Miguel Wisnik sobre música, de Affonso Ávila sobre o barroco mineiro e de Didi-Huberman sobre os conceitos “desenvolvidos por Aby Warburg” de sobrevivência e montagem contribuirão com o estudo. A noção de estética do inacabado, pensada por Mário de Andrade, pode ser notada principalmente em Milton, a partir da reelaboração da produção popular tradicional visando a uma linguagem inovadora que se firmasse diferencialmente no ?Concerto das Nações?. A ideia de arte de exportação, presente no Manifesto Pau Brasil, de Oswald de Andrade, aparece em algumas produções. Nos textos, a imagem de Minas Gerais constrói-se por meio de um pensamento que coloca o “interior” em diálogo com diversas referências “exteriores”, visando a um contato com o “fora”. Esse “fora” relaciona-se tanto a outros países, culturas, linguagens, à modernidade tecnológica, quanto à desconstrução dos lugares engessados do patriarcalismo, do regionalismo, do racismo, da religiosidade canônica. Drummond escreveu, sob o olhar do presente, a respeito do “espírito de Minas” popular, negro, barroco, conservador, festivo. Nas narrativas rosianas, há a presença de quilombos, de imaginários e figuras vindas do mundo da escravidão, de elementos populares, barrocos associados a uma escritura diferencial. Milton Nascimento mescla, em suas composições, o Barroco, o Arcadismo, a música latina, norte-americana, europeia, africana, indígena. Nos textos, percebemos, relacionados ao sentido de Minas Gerais, traços arcaicos, ancestrais, amalgamados por uma linguagem e uma perspectiva inovadora, em sintonia com importantes criações artístico-literárias mundiais, com arrojados projetos político-culturais da modernidade e da contemporaneidade.

 

 

Projetos de Extensão

Aula Aberta

Data de Início: 01/03/2017

Prof. Responsável: Ana Elisa Ribeiro

 

O objetivo do projeto Aula Aberta é trazer ao CEFET-MG, em especial ao campus 1, palestras e cursos relacionados ao campo das linguagens, oferecidos gratuitamente por pesquisadores de qualquer parte do Brasil ou do mundo, com duração de no máximo 2h, abertos à comunidade ampla, isto é, interna e externa à instituição. Com isso, também objetivamos ampliar a cultura de formação continuada da comunidade e movimentar as atividades institucionais ligadas ao curso de Letras e à pós-graduação, com grandes chances de nos atualizarmos sempre.As "aulas abertas" (palestras ou minicursos) são ministradas por pessoas que aceitem convites da coordenadora e de professores do DELTEC, em caráter voluntário, como já vem ocorrendo. O Aula Aberta existe desde 2017 e já trouxe ao CEFET algumas dezenas de pesquisadores e artistas.

 

Capacitação de Professores em Planejamento de Cursos Específicos para o Ensino de Português como Língua Estrangeira (PLE)

Data de Início: 02/03/2015

Prof. Responsável: Jerônimo Coura-Sobrinho

 

O projeto visa à capacitação inicial e continuada de professores para atuarem na área do ensino da Língua Portuguesa para estrangeiros.

 

CEFET ABERTO À COMUNIDADE DOCENTE – CACD

Data de Início:

Prof. Responsável:  Vicente Aguimar Parreiras

 

Projeto de formação docente continuada em vários níveis e ambientes de ensino e de aprendizagem a partir de demandas de redes públicas e particulares da região metropolitana de Belo Horizonte. O projeto visa levar e propor aplicações de pesquisas realizadas pelos docentes, mestrandos e doutorandos do POSLING/ CEFET-MG para a prática pedagógica cotidiana das escolas regulares das comunidades em que tem atuado, respeitando a cultura de ensinar e de aprender locais, ampliando horizontes de atuação pedagógica, promovendo popularização e divulgação de ciência na área de ensino de línguas. 

 

Ensino de Português como Língua de Acolhimento

Data de Início: 01/04/2016

Prof. Envolvidos: Luciana Azeredo (DELTEC – PPG ET), Rômulo Francisco de Souza (POSLING/ PNPD), Patrícia Tanuri (DELTEC – POSLING).

 

Este projeto visa ao ensino da língua e da cultura do Brasil para estrangeiros que são portadores de visto humanitário, com o objetivo de inseri-los na sociedade, com amplos direitos de acesso à educação e ao mundo do trabalho.Pesquisas relativas a esse contexto vem sendo desenvolvidas neste projeto de extensão no CEFET-MG, no âmbito do POSLING, envolvendo questões relativas ao ensino, à aprendizagem, produção de materiais didáticos, discursos de alunos e alunas em situação de vulnerabilidade.

 

Formação de Professores para o ensino de português para estrangeiros

Data de Início: 03/03/2014

Prof. Responsável: Jerônimo Coura-Sobrinho

 

Formação de Professores para o ensino de português para estrangeiros visando demanda local e outras.

 

LiTE - Jornada de Linguagens, Tecnologia e Ensino

Data de Início: 01/08/2017

Prof. Responsável: Luiz Antônio Ribeiro

 

O presente projeto de extensão resulta das reflexões realizadas no âmbito do Grupo de Estudos e Pesquisas em Engenharia Didática (GEPED). Esse grupo de pesquisa fundamenta-se nos pressupostos epistemológicos e praxeológicos da engenharia didática e dedica-se ao estudo dos fenômenos do ensino e da aprendizagem de conteúdos escolares numa perspectiva inter e transdisciplinar, com vistas à: concepção das tarefas e das ações dos alunos voltadas para a aprendizagem; coordenação das intervenções dos professores e avaliação das práticas de ensino e aprendizagem; elaboração de produtos, de objetos, de ferramentas profissionais e de atividades escolares destinadas ao ensino e à aprendizagem; bem como à formação de professores. Imbuídos dessa proposta e ainda tendo como referência as atividades desenvolvidas em sala de aula, a participação em congressos e a publicação de artigos científicos em revistas especializadas, os professores da área de linguagem e tecnologia participantes do GEPED tomaram a iniciativa de instituir e implementar o presente projeto de extensão, a que se deu o nome de I LiTE - Jornada de Linguagens, Tecnologia e Ensino. Para tanto, uma pergunta inicial se faz necessária: como desenvolver práticas de ensino que garantam aos alunos o uso produtivo da linguagem e suas diferentes formas de expressão bem como lhes proporcionem uma formação global, reflexiva e humanística, voltada para o exercício da cidadania? Esse questionamento nos leva a refletir sobre a realização de propostas pedagógicas, que, para além da memorização de dados, oportunizem ao aluno o desenvolvimento de um olhar crítico sobre o problema investigado, explicando, justificando, estabelecendo relações, analisando, sintetizando e aplicando o conhecimento em diferentes contextos. A abordagem didática destacada deve embasar-se no seguinte esquema: USO ⇒ REFLEXÃO ⇒ USO As atividades de reflexão e uso da linguagem permitirão que os discentes, como usuários da língua, desenvolvam suas habilidades discursivas bem como padrões de humanização, requisitos primordiais para o exercício da cidadania. Torna-se fundamental nesse processo a utilização das novas tecnologias de informação e comunicação – TIC’s. Estas podem ser empregadas como uma poderosa ferramenta capaz de viabilizar o desenvolvimento da leitura, produção e construção de novos conhecimentos, como também a ampliação dos horizontes acadêmicos. Além disso, as TIC’s favorecem o fortalecimento do processo dialógico e o estabelecimento de redes virtuais e presenciais focadas na reflexão e uso da linguagem e suas diferentes manifestações artístico-culturais.

 

“PENSAR JOVEM: FAZER SENTIDO”

Data de Início:05/05/2020

Prof. Responsável: Carla Barbosa Moreira

 

Em linhas gerais, esta proposta pretende contribuir para a formação acadêmica, científica e cidadã de alunos desde o ensino técnico à pós-graduação do CEFET-MG e de outras instituições públicas de ensino da Educação Básica, bem como estabelecer um espaço de interação e reflexão com a comunidade interna e externa. Nesse sentido, alunos dos três níveis de ensino, orientados por professores e pesquisadores de diversas áreas do saber, da Unidade BH (Campus I e Campus II), Unidade Contagem e Unidade Nepomuceno, produzirão, editarão e apresentarão conteúdos para o Programa “Pensar a Educação: Pensar o Brasil – 1822-2022, que vai ao ar às segundas-feiras, na Rádio UFMG Educativa. Esta ação de extensão, constituída por divulgação de atividades que abrangem ensino, extensão, produção e divulgação científica, culminará, além dos programas de Rádio, na produção de Boletins e de um Arquivo virtual, com o fim de dar maior visibilidade à voz do estudante jovem da Instituição, bem como constituir uma memória sobre as atividades das quais participa.

 

Projeto Extensão BNI/ENEM - Chamada Pública 005/2011 INEP/DAEB

Data de Início: 01/04/2013

Prof. Responsável: Ana Maria Nápoles Villela e Lilian Aparecida Arão

 

Colaboração no Processo de Revisão de Itens para o Banco Nacional de Itens (BNI) do INEP segundo Edital Público de convocação das Instituições Públicas de Ensino Superior.

 


Sistema Integrado de Comunicação - SICom

Data de Início: 03/03/2014

Prof. Responsável: Vicente Aguimar Parreiras

 

Projeto de produção e edição de conteúdos em textos escritos, em áudio e vídeo para publicação num Portal Digital de Notícias com a finalidade de fazer comunicação social com as comunidades internas e externas ao CEFET-MG. Os projetos de produção e edição de conteúdos são idealizados e executados pelos alunos do sétimo período do curso de Letras/edição do CEFET-MG como atividades do estágio supervisionado.

 

V Cinecipó

Data de Início: 10/03/2015

Prof. Responsável: Wagner José Moreira

 

No Cefet- MG, o apoio ao Cinecipó se deu de forma verticalizada, onde houve a participação de professores e alunos desde a pós-graduação até o ensino técnico. Ainda, o evento promoveu a integração entre os professores e alunos envolvidos, havendo a participação de núcleos de pesquisa (NICE ? Núcleo de Inovação, Competitividade e Empreendedorismo), PET Administração, PET Ambiental, Tecnopoéticas  e a oportunidade de troca de saberes e experiências.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SIGAA | Diretoria de Tecnologia da Informação - DTI - (31) 3319-7000 | Copyright © 2006-2022 - UFRN - vm-sig-app-07.ditic.sgi.cefetmg.br.inst7