Banca de DEFESA: Charles Paulino de Oliveira

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : Charles Paulino de Oliveira
DATA : 27/02/2020
HORA: 16:00
LOCAL: Sala 101, prédio 17, DECOM, 1º andar, Campus II, Av. Amazonas, 7675, Belo Horizonte – MG
TÍTULO:

Modelos de Otimização Aplicados ao Problema de Máxima Cobertura: estudo de caso do SAMU-BH


PALAVRAS-CHAVES:

SAMU. Pesquisa Operacional. Simulação. Otimização. Localização de Ambulâncias.


PÁGINAS: 110
RESUMO:

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) exerce função importante para o sistema de saúde brasileiro, fornecendo atendimento a demandas emergenciais da população por serviços de primeiros socorros, transporte de vítimas ou transferência de pacientes entre hospitais. Para que o atendimento às vítimas que demandam por este serviço seja bem-sucedido é essencial que as ambulâncias cheguem aos locais de incidentes com agilidade. Um dos fatores que podem contribuir para que as ambulâncias cheguem até as vítimas de forma mais rápida refere-se às localizações das mesmas em locais que as permitam cobrir adequadamente suas demandas. Por isso, os gestores do SAMU devem estar atentos quanto a localização das bases de ambulâncias e a quantidade de veículos destinados a cada base, a fim de oferecer cobertura efetiva às demandas pelo serviço. Para auxiliar a tomada de decisão neste campo, a Pesquisa Operacional (PO) oferece um conjunto de métodos e ferramentas que podem indicar locais ideais para a instalação de bases e determinar a melhor forma de alocar ambulâncias. Por conseguinte, este trabalho visa a aplicar o Problema de Localização de Facilidades no SAMU da cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais. O objetivo é contribuir com o desenvolvimento de modelos de otimização que dividem o dia em multi períodos para tratar do problema de localização de bases, alocação e realocação de ambulâncias, de forma a maximizar a cobertura da demanda dentro de tempos de resposta satisfatórios. Trata-se de um estudo de caso com abordagem quantitativa, de natureza aplicada, com objetivo exploratório que se vale de duas técnicas da PO, a Simulação e a Programação Matemática. Baseados em referências da literatura, dois modelos são apresentados. A primeira formulação possui uma abordagem determinística enquanto a segunda se vale de uma abordagem estocástica. Além disso, aplica-se ao problema uma análise multiobjetivo que, visa maximizar a cobertura da demanda enquanto o número de bases instaladas é minimizado. Por fim um simulador é empregado, permitindo que as configurações propostas na otimização sejam comparadas entre si e também com as configurações atuais de operação. Os resultados obtidos na otimização indicam que a instalação de novas bases e/ou o deferimento para que as ambulâncias se alternem entre as bases ativas podem elevar o nível de cobertura do sistema em até 30% (para a formulação determinística) e em até 24,6% (para a formulação estocástica). Por meio da simulação é possível inferir que o modelo estocástico sem realocação gera os melhores resultados de cobertura e que, dado as configurações atuais de instalação das bases, a proposta de realocação sugerida pelo modelo estocástico é a que produz melhores resultados.



MEMBROS DA BANCA:
Presidente - ELISANGELA MARTINS DE SA
Interno - FELIPE DIAS PAIVA
Externo ao Programa - FLAVIO VINICIUS CRUZEIRO MARTINS
Externo à Instituição - PEDRO MARINHO SIZENANDO SILVA - IFMG
Notícia cadastrada em: 12/02/2020 14:21
SIGAA | Diretoria de Tecnologia da Informação - DTI - (31) 3319-7000 | Copyright © 2006-2021 - UFRN - vm-sig-app-08.ditic.sgi.cefetmg.br.inst8